Lembram-se da Clubhouse? Instagram é o mais recente concorrente!

Rui Bacelar
Comentar

A Clubhouse foi a rede social mais procurada dos últimos meses, com várias concorrentes a integrarem as suas funções nas respetivas plataformas. O primeiro foi o Twitter, seguindo-se recentemente o Facebook e, muito em breve, também o Instagram.

Entretanto, a Clubhouse permanece um exclusivo da plataforma da Apple, existindo apenas para iOS. Condicionante que as demais plataformas tem aproveitado a seu favor para difundir as mais variadas salas de áudio e espaços de conversação "à lá Clubhouse".

O Instagram desenvolve alternativa à Clubhouse

Clubhouse
Os Spaces do Twitter foram uma das primeiras "cópias" da Clubhouse.

É já sem surpresa que acolhemos esta nova fuga de informação perpetrada por uma fonte com histórico de fiabilidade no mercado mobile. Após a introdução das suas "Live Rooms" que expandiram de dois para quatro o limite de participantes nos seus Diretos, passaremos a ter salas dedicas ao áudio, tal e qual como a premissa da Clubhouse.

Para o Instagram, contudo, será uma mudança de paradigma nesta rede social centrada na imagem, na partilha de fotografias e vídeos. Com efeito, passaremos a ter espaços de conversa ou conferência onde se poderão juntar os mais variados utilizadores.

Recordamos que o Instagram foi adquirido pelo grupo Facebook em 2012, sendo cuidadosamente ampliado desde então. Agora, o próximo passo para esta rede social focada no formato imagético será a criação de espaços dedicados às conversas por voz.

E, apesar de não deixarmos de sentir que eventualmente tal função chegaria ao Instagram, a influência da Clubhouse é inegável. Foi uma das redes em maiores crescimento dos últimos meses - de acordo com a Statista - inspirando as demais rivais.

Este é o possível aspeto das Audio Rooms do Instagram

#Instagram is working on audio rooms 👀 pic.twitter.com/5TI6YzLi9A

— Alessandro Paluzzi (@alex193a) 6 de março de 2021

Segundo nos mostra (e diz) Alessandro Paluzzi, leaker com bom histórico de fiabilidade, este é o aspeto das salas de áudio para o Instagram. A função, "agarrada" pelo Facebook na sua própria implementação, terá um aspeto familiar para a rede Instagram.

Importa frisar que a captura de ecrã acima divulgada mostra-nos algumas das funções das salas de áudio em desenvolvimento. Como tal, esta implementação pode nunca chegar a ser distribuída ao grande público, ou pelo menos não nos moldes em que a vemos agora. Não obstante, perante a crescente popularidade do formato, é provável que estas funções sejam disponibilizadas.

As imagens mostra-nos aquele que é, provavelmente, um dos primeiros esboços da implementação. Reiteramos que o material aqui exposto denota o caráter experimental e inacabado das salas de áudio para o Instagram, e não propriamente a versão final.

A concorrência ao Clubhouse também passará pelo Instagram

We’re also going to start testing Live Audio Rooms and we expect it to be available to everyone on the Facebook app by the summer: https://t.co/QjBaeFfRzZWe’ll test Live Audio Rooms in Groups, making it available to the 1.8 billion people using Groups every month. pic.twitter.com/ReWGeTPJ4w

— Alexandru Voica 💀 (@alexvoica) 20 de abril de 2021

A chegada destes recursos focados no áudio e conversações a esta rede social seria uma extensão natural na esfera de empresas do Facebook. A propósito, recordamos o anúncio recente desta mesma implementação "mutatis mutandi" para o Facebook.

É seguro, mesmo assim, dar como provável a chegada desta opção à rede social. Teremos, portanto, uma lista de participantes em cada sala, sejam oradores ou ouvintes, para sabermos quem já está dentro de cada sala. A demais interface do utilizador poderá apresentar outros recursos que, pela escassez e escopo limitado do material fonte não nos é possível observar.

Esperamos que a implementação seja muito similar ao que já encontramos no Spaces do Twitter. Os contornos exatos não são, para já, de domínio público.

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.