Home notícias

Kirin 980 é oficial! O novo SoC da Huawei que se destaca da concorrência

Este SoC é o pioneiro em muita áreas. Vamos conhecê-lo com maior detalhe.

Huawei Kirin 980 SoC
Vamos conhecer os pormenores do novo processador de topo da empresa chinesa

Tal como esperado, a Huawei subiu hoje ao palco da IFA 2018 para apresentar o seu mais recente processador topo de gama. O Kirin 980 foi finalmente apresentado de forma oficial e é um SoC que se destaca face à concorrência em muitas áreas, pelo menos por enquanto.

Um dos males que os Kirin têm sofrido ao longo dos últimos anos é estarem uma geração atrás da concorrência. Normalmente apresentados por esta altura do ano, estão semanas atrás da apresentação dos novos Apple Ax e apenas alguns meses atrás dos novos Qualcomm Snapdragon 8xx.

Vê ainda: Mate 20 Lite é oficial! Uma lufada de ar fresco nos gama-média

No entanto, em 2018, a Huawei parece decidida em colocar este paradigma para trás. O novo Kirin 980 é um processador de topo digno de menção, até porque é o primeiro SoC do mundo a ser construído sobre a litografia de 7nm.

Além disso, é o primeiro a contar com os novos núcleos ARM Cortex A76 e com a gráfica Mali G76. É ainda o primeiro processador a contar com duas Unidades de Processamento Neural. É também o pioneiro no suporte a módulos de RAM LPDDR4X de 2133MHz e a suportar o modem LTE Cat. 21 de 1.4Gbps.

Huawei Kirin 980 é um dos SoC mais irreverentes do mercado

Como vês, este é um processador que se destaca, desde já, num alargado leque de tecnicidades. Com efeito, vamos agora especificar um pouco mais o que cada um destes pontos representa.

Em primeiro lugar falar do processo de desenvolvimento deste Huawei Kirin 980. A marca terá começado a preparar este processo de fabrico há três anos atrás. Para tal, mais de 5000 protótipos terão sido construídos até chegarmos ao produto final que hoje foi desvendado.

Mas o que significa este avanço na produção face ao atual processo de fabrico de 10nm? A Huawei afirma que o mesmo permitiu-lhe atingir uma evolução que chega aos dois dígitos. Assim sendo, temos uma melhoria de desempenho de 20% e uma maior eficiência energética de 40%.

Desenvolvendo o Kirin 980 na litografia de 7nm, a empresa chinesa foi capaz de incluir 6.9 mil milhões de transístores no interior deste SoC. O que, quando comparado com o seu antecessor, implica um aumento de performance de 75% e uma melhoria de 58% no consumo energético.

Para que tal seja possível este é um processador equipado com oito núcleos de processamento. Temos então dois núcleos Cortex A76 a correr a 2.6Ghz, dois Cortex A76 a 1.96GHz e outros quatro Cortex A55 a 1.8GHz.

Falando agora nos novos módulos de RAM suportados, temos aqui melhorias na utilização quotidiana. Com 20% mais de largura de banda e 22% menos de latência, teremos uma redução de 0.2 segundos no tempo de abertura de aplicações como o Facebook, Messenger, WhatsApp, Instagram e outras.

O que de novo trás a gráfica Mali G76?

A nova gráfica Mali G76 irá, naturalmente, conceder aos smartphones com ela equipados uma experiência sem grandes sobressaltos. Com ela está garantida uma jogabilidade sem problemas em alguns dos títulos mais famosos do momento.

Para os amantes de números, a Huawei está a publicitar um ganho de 46% em performance e de 178% no consumo energético. Terás ainda ao teu dispor uma tecnologia que irá automaticamente alocar recursos para onde são mais necessários.

Apple A12 Huawei HiSilicon Kirin 980

Atendendo ao departamento fotográfico, este novo SoC da empresa chinesa chega ainda com um novo ISP. Este trará várias melhorias técnicas face ao seu principal concorrente Snapdragon 845.

Em termos práticos, este novo processador de imagem permite a captura de imagens com um melhor equilíbrio entre cores. Permite ainda maior detalhe tanto em condições de pouca como de muita luminosidade.

Este é o primeiro SoC do mundo com duas NPU

A Huawei foi a primeira fabricante de semi-condutores a incorporar uma Unidade de Processamento Neural nos seus processadores. Agora, esta mesma empresa torna-se na primeira a colocar dois núcleos do género num mesmo SoC.

Desta forma, o novo processador da empresa chinesa é capaz de reconhecer até 4500 imagens por minuto. Para efeitos de comparação, o Snapdragon 845 é capaz de reconhecer até 2371 imagens, ao passo que o Apple A12 apenas reconhece 1458.

Por fim, mas não menos importante, mencionar o novo modem LTE de categoria 21 presente neste SoC. Este é o primeiro modem capaz de atingir velocidades de até 1.4Gbps. Em termos de Wi-Fi, o Kirin 980 é capaz de atingir velocidades de download de até 1732Mbps.

Agora que este processador foi finalmente apresentado, esperam-se os primeiros equipamentos equipados com o mesmo. Tal irá acontecer muito brevemente, sendo expectável que tal suceda com a chegada dos novos Huawei Mate 20 já no mês de outubro.

Editores 4gnews recomendam:

Samsung vai faturar com smartphone dobrável das suas concorrentes

Netflix em HD? Não vai funcionar no Xiaomi Pocophone F1

Google Maps: Esta aplicação é tão boa e muito mais leve!

O gosto por tecnologia foi algo que esteve sempre dentro de mim. Com o crescer do mercado dos smartphones, também o meu entusiasmo com os mesmos aumentou. Já nos tempos livres, as séries são o meu principal passatempo.