Surpreendentemente, o IUNI U3 Mini chegou completamente de surpresa à MWC deste ano, visto que não existiram leaks que indicassem que tal o dispositivo iria ser apresentado nesta MWC. Este acaso, que não é vulgar no mundo das tecnologias, aconteceu, provavelmente, porque só agora é que o U3 Mini recebeu a certificação da TENAA, que é a agência que certifica equipamentos para a mão chinesa. A TENAA é responsável por uma parte das leaks de futuros dispositivos, pois estes, antes de serem apresentados ao público em geral, passam por vários testes que revelam a suas especificações e são publicadas, também, imagens desses dispositivos.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Como já disse, o IUNI U3 Mini apareceu na MWC em Barcelona, mas só foi possível especular sobre as suas especificações, agora, depois da obtenção do certificado da TENAA, já podemos anunciar com certeza as suas especificações: ecrã Full HD de 5.15″, processador Snapdragon 801 a 2.3GHz, 2GB de RAM, 32GB de memória interna, 9.5mm de espessura, bateria de 2900mAh e duas câmaras, frontal e traseira de 8MP e 13MP, respetivamente. O IUNI U3 Mini, neste momento corre Android 4.4.4 KitKat, e pode-se dizer que é completamente o irmão mais novo do U3, sem qualquer compromisso em termos de especificações, passando apenas a ter os botões de navegação capacitivos. A 4GNews fez a review do IUNI U3

   

O preço do IUNI U3 Mini ainda não foi revelado oficialmente, mas é provável que ronde os, muito acessíveis, 213€, 225$ ou os 1400 Yuan na China.

Talvez querias ver:

Sabe mais sobre a MWC nas nossas redes sociais com a HashTAG #4GNewsMWC

Diz o que tens em mente nos comentários abaixo. E que tal ajudares um projeto Português? Sabe mais

Queres ser nosso amigo? Segue-nos nos meios de comunicação.

Membro do 4GNews há já 1 ano e estudante no 12º ano. Se bem me lembro , comecei a interessar-me por smartphones e outras coisas desde o momento que consegui perceber do que realmente se tratavam! Tive imensa sorte e encontrei este site, mandei um email e aqui estou a escrever para a 4GNews - um site originalmente PORTUGUÊS.