iPhone SE: Apple criou a sua galinha de ovos de ouro!

Filipe Alves
Comentar

O iPhone SE é o mais recente smartphone da apple e a sua popularidade tem sido tremenda. O equipamento trouxe-nos uma qualidade impressionante num design bem desatualizado.

Porém, o seu "baixo valor" (para um iPhone), tem feito dos consumidores rasparem o cartão. Atrevo-me a dizer que muitos tiveram de aguentar firmes pela incerteza dos tempos em que vivemos.

Prognósticos falam em 25 milhões de iPhone SE só para 2020

Os prognósticos dos analistas da empresa Cowen (mais concretamente do analista Krish Sankar), referem que a Apple deverá vender uma média de 25 milhões de iPhone SE só este ano.

Visto que o novo modelo só entrará nas contas da Apple neste trimestre, espera-se que as vendas aumentem consideravelmente face ao ano passado pela mesma altura.

Ainda assim, temos de perceber que o iPhone SE não dá o mesmo lucro para a empresa que um iPhone 11 ou 11 Pro dá. Ainda assim, é uma porta de entrada para um ecossistema que cada vez mais vive de serviços e pagamentos mensais.

O que tem o iPhone SE que a concorrência não tem

Apple iPhone SE

Na nossa review, que podes ver no vídeo acima, fomos claros com a mensagem. O iPhone SE está longe da perfeição e não é um smartphone para todos os utilizadores.

Ainda assim, este é um topo de gama com um design antigo. O processador é recente e isto indica-nos que a sua longevidade deverá ser idêntica à do iPhone 11 e iPhone 11 Pro.

Além disso, visto que conta com o mesmo processador, o seu desempenho será idêntico aos topo de gama. Claro que com as suas limitações. Tanto de câmara como no ecrã.

Em suma, só saberemos em concreto se o iPhone SE é ou não um sucesso quando a Apple apresentar o seu relatório de contas, contudo, já há muito que não víamos um terminal da Apple tão popular. Principalmente em Portugal.

Editores 4gnews recomendam:

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.