iPhone SE (2022) teve direito a um aumento de memória RAM

Carlos Oliveira
Comentar

A Apple anunciou ontem a terceira geração do iPhone SE durante o seu evento primaveril Peek Performance. Trata-se da nova geração do smartphone mais acessível do portefólio da empresa com algumas novidades interessantes.

Como é hábito da Apple e das apresentações dos seus novos smartphones, nada foi dito acerca da memória RAM do iPhone SE (2022). Todavia, graças a fontes externas, sabemos que também este parâmetro foi melhorado.

iPhone SE (2022) conta com 4 GB de RAM

Os dados são avançados pela publicação MacRumors sustentados no código retirado da Xcode 13.3 Release Candidate. Deste modo, confirma-se que o novo smartphone da Apple conta com 4 GB de RAM.

iPhone SE (2022)

Trata-se de um tímido aumento de 1 GB face ao modelo apresentado no ano passado. Significa, portanto, um pouco mais de liberdade para os utilizadores na quantidade de recursos a operar em segundo plano no seu iPhone SE (2022).

Bem sabemos que os iPhone não têm tanta necessidade de memória RAM com os dispositivos Android. No entanto, é sempre satisfatório vermos a Apple a evoluir na oferta aos seus utilizadores.

Além de mais memória RAM, o novo iPhone SE vem com um novo processador. Trata-se do A15 Bionic que integra também a linha de topos de gama iPhone 13, portanto, o desempenho deste modelo acessível será irrepreensível.

Outra benesse provocada pela integração do chip A15 Bionic é a compatibilidade do iPhone SE (2022) com as redes de 5G. Pormenor que para agências de análise de mercado é visto como crucial para o impulso desta conectividade no mercado mundial.

A Apple publicitou ainda maior autonomia e novas funcionalidades para a câmara derivadas do uso do A15 Bionic. Por fora, temos o mesmo design do longínquo iPhone 8, porém, com um vidro mais resistente.

O iPhone SE (2022) será disponibilizado em fase de pré-venda na próxima sexta-feira, com a venda generalizada a iniciar-se a 18 de março. O seu preço é de 529 € para a versão com 64 GB de armazenamento.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.