iPhone dobrável? Este pode ser o design do smartphone

Bruno Coelho
Comentar

Nos últimos anos a Apple tem optado por ver como determinadas tecnologias inovadoras resultam no mercado, ao invés de ser uma das primeiras marcas a desenvolvê-las. Assim será com o seu smartphone dobrável.

A fabricante sediada em Cupertino tem alegadamente desenvolvido o seu primeiro smartphone dobrável em segredo. Acredita-se que este deve seguir o formato do Samsung Galaxy Z Flip 3, com o aspeto de concha.

Conceito do iPhone Air em vídeo

Este smartphone só é esperado no mercado entre o final deste ano ou o próximo. Mas o canal de YouTube Ard Studio Design chegou-se à frente com aquele que acredita ser o design do Apple iPhone Flip.

Apresenta-se com o já referido design concha do Galaxy Z Flip. Na traseira do terminal são vistas as três câmaras traseiras que encontramos nos iPhone topo de gama, e um segundo ecrã.

Este pode servir para ter acesso rápido a notificações, chamadas, ou simplesmente para ver as horas de forma rápida. Outra ideia vaticinada por este conceito é a possibilidade de o equipamento ser resistente à água e não ter nenhuma porta para carregamento.

Neste conceito, o iPhone dobrável tem no seu interior o processador M1, que bem conhecemos dos mais recentes Mac e iPad Pro. Mas parece não só desnecessário como uma má ideia colocar o M1 num equipamento destas dimensões.

Recorde-se ainda que há muito que se fala de a Apple lançar um iPhone totalmente sem portas. E se há dispositivo onde se poderia juntar o útil ao agradável, seria este. Para esse efeito, a fabricante já tem o MagSafe que permite carregamento sem fios magnético.

Em todo o caso, deves olhar para este design como o conceito que é, não se tratando de design oficial.

Editores 4gnews recomendam:

  • Xiaomi e OnePlus longe de liderar o AnTuTu. Vê o TOP 10
  • Xiaomi: depois de trotinete, vem aí um smartphone em parceria com a Mercedes
  • Huawei: smartphone dobrável chega à Europa com preço superior ao Samsung Galaxy Z Flip 3
Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.