iPhone do futuro poderá ter mais autonomia graças ao seu novo ecrã

Carlos Oliveira
Comentar

A Apple conseguiu aumentar consideravelmente a autonomia da família iPhone 11 muito graças ao seu processador A13 Bionic. No futuro, esse campo poderá ser ainda melhor graças a um novo tipo de ecrã que a Apple poderá adotar.

Segundo avança a publicação The Elec, a Apple poderá passar a usar ecrãs LTPO em futuros iPhone. A fonte não avança com qualquer calendarização, logo não é certo se esta mudança irá acontecer já com o iPhone 12 ou posteriormente.

iPhone 11 Pro

Ecrãs LTPO consomem menos 15% de energia que a atual tecnologia usada nos iPhone

A tecnologia LTPO faz uso de um ecrã de baixo consumo, capaz de desligar pixels individuais consoante a cor a ser apresentada. Graças a esta técnica, estes ecrãs poderão consumir até menos 15% de energia que os atuais ecrãs LTPS usados nos iPhone 11.

Além disso, estes ecrãs possibilitam a introdução do modo Always on Display, algo que ainda não se encontra disponível nos iPhone. Aliás, o único produto Apple que faz uso dessa tecnologia é o Apple Watch Series 5.

O novo smartwatch da Apple conta com Always on Display precisamente porque utiliza um ecrã com tecnologia LTPO. Este género de painéis foi estreado nos gadgets da tecnológica com o Apple Watch Series 4.

Tendo isso em mente, não é de espantar que, em breve, também os iPhone possam usar a mesma tecnologia. Os painéis desses equipamentos continuarão a ser OLED, sendo apenas vítimas de uma pequena mudança numa tecnologia que poucos se aperceberão.

Como serão os iPhone 12?

Esta é uma interrogação para a qual ainda não temos resposta. É ainda muito cedo para se falar nos próximos smartphones da Apple, embora já há quem lance as suas previsões.

Ainda que muito ténues, existem rumores de que os iPhone 12 possam sofrer uma drástica mudança de design. Além disso, o 5G também deverá ser uma realidade nos equipamentos a serem desvendados na segunda metade de 2020.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.