Apple iPhone 8
Suposto iPhone 8

Ainda estamos a alguns meses de distância dos novos iPhone, mas histórias de alguma controvérsia já começam a emergir. Depois da questão da localização do Touch ID, a mais recente tem a ver com a capacidades das antenas dos próximos iPhones, ou de certa maneira a sua falta de capacidade.

Nos últimos anos temos assistido a um crescente investimento das operadoras nacionais na velocidade das nossas ligações de dados e nunca foi mais importante do que agora uma rápida ligação à Internet. Com o aparecimento do smartphone, a possibilidade de ter Internet rápida em qualquer lugar tem levado as operadoras a investir significativamente na qualidade da sua ligação.

Vê também: TCL dará garantia aos Blackberry KEYone com defeitos de solidez

   

A rede 4G+ já é em muitos locais a internet mais rápida que temos disponível, podendo até ultrapassar a velocidade de redes comuns Wi-Fi. Seja para podermos usufruir de conteúdo como Netflix e Facebook, ou até fazer videos em directo para as redes sociais, é cada vez mais importante para as operadoras que a qualidade da tua ligação não interrompa o consumo e criação do teu conteúdo.

De igual maneira, com a internet das coisas e todas as coisas ligadas à internet (incluindo futuramente o piloto automático do teu carro), a qualidade e velocidade das ligações estão cada vez melhores. Se vives atento ao mundo da tecnologia, já ouviste certamente falar da próxima geração de rede móvel 5G, que tratará velocidades de internet móvel incríveis e num futuro já próximo.

iPhone 8 falhará antena Gigabit

Com o investimento crescente na velocidade da internet, é importante que todos os pontos da ligação sejam capazes de acompanhar a mesma evolução tecnológica, para que possas usufruir da ligação mais rápida. É especificamente neste ponto que a Apple terá problemas com a próxima geração de iPhones.

Apesar da tecnologia de antena móvel já estar disponível, nomeadamente com o modem X16 LTE da Qualcomm, esta não está disponível de uma maneira abrangente a todos os fornecedores de chips e antenas. Isto é relevante porque por política interna, razões de escala e distribuição, a Apple não usa apenas um fornecedor de qualquer componente e, neste caso especifico a marca estará perante um dilema.

Dado que os seus dois fornecedores não estão a par no que toca ao seu desenvolvimento tecnológico, a Apple terá de restringir todos os seus equipamentos à mesma velocidade. Apesar de tecnicamente poder alcançar as melhores velocidades nos iPhone equipados com antenas da Qualcomm, por motivos de consistência, todos os equipamentos estarão limitados à velocidade máxima dos modems menos potentes da Intel.

Teremos de aguardar para saber se esta será de facto a estratégia adoptada pela Apple, ou se irá quebrar a sua regra de dualidade de fornecedores para oferecer a melhor ligação aos seus clientes. Por outro lado, as ligações de Gigabit ainda não estão disponíveis por parte da maioria das operadoras na altura do lançamento dos novos iPhone, mas isso não impediu a Samsung de equipar os seus flagships com o modem X16 LTE da Qualcomm.

Outros assuntos relevantes:

D€AL: Aproveita esta seleção de Gadgets em promoção

O YotaPhone 3 vai chegar aos mercados até ao final de 2017

Motorola Moto G4 Play começa a receber o Android 7.1.1 Nougat

FonteMashable
Com extrema admiração por tecnologia móvel e pela evolução tecnológica da nossa geração em geral, juntei-me à 4gnews para te trazer todas as novidades sobre este nosso mundo da tecnologia falada em português.