iPhone 13 vai resolver uma das grandes desilusões do iPhone 12

Carlos Oliveira
2 comentários

Os novos iPhone 12 podem ter muitas coisas boas, mas há um ponto que todos ficaram desapontados: a sua autonomia. A inclusão de baterias de menor dimensão obviamente levou a um menor tempo de utilização em smartphones que nunca primaram pela durabilidade destas células.

Mas se aquilo que o conceituado Ming-Chi Kuo revela na sua mais recente nota aos investidores se concretizar, isso mudará no próximo ano. Segundo ele, a Apple prepara-se para colocar baterias maiores no interior dos iPhone 13.

Apple prepara-se para usar baterias não rígidas no interior dos iPhone 13

Ming-Chi Kuo frisa no seu novo relatório que a Apple prepara-se para usar um novo tipo de baterias no interior dos seus próximos smartphones. Estas serão de um material mais flexível, por isso, ocuparão menos espaço no interior do dispositivo.

iPhone 12

Com a transição para esta tecnologia, a Apple não espera apenas conseguir colocar baterias maiores no interior dos seus equipamentos. Esta mudança significará também custos de produção inferiores.

Segundo Ming-Chi Kuo, os primeiro modelos a usar as novas baterias serão o iPhone 13 e iPhone 13 Mini. Nenhuma palavra foi dita acerca dos modelos Pro, portanto, teremos de esperar por mais informações.

O que mais sabemos dos iPhone 13

Ainda falta muito tempo para a apresentação dos iPhone 13. No entanto, existem já algumas pistas sobre o que poderá a Apple estar a preparar para o próximo ano.

Em primeiro lugar, importa frisar que o mesmo Ming-Chio Kuo prevê que a Apple mantenha o alinhamento introduzido este ano. Nesse sentido, esperamos pela apresentação do iPhone 13, iPhone 13 Mini, iPhone 13 Pro e iPhone 13 Pro Max.

Foi ainda referido que a tecnológica americana está a preparar melhorias na lente grande angular dos próximos modelos. Também se especula a introdução da taxa de atualização de 120Hz na próxima geração.

Editores 4gnews recomendam:

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.