iPhone 13: será este o aspeto do smartphone mais espesso da Apple?

Rui Bacelar
1 comentário

A gama iPhone 13 da Apple será anunciada em setembro se nenhuma circunstância excecional se assomar ao calendário da Apple. Até lá, teremos um rol de fugas de informação que nos permitirão ficar gradualmente a conhecer os próximos smartphones iOS.

Vemos assim novas imagens, no seguimento da peça e fuga de informação anterior, a ilustrar o quão mais espessos podem ser os iPhone 13. A razão para tal será a utilização de maiores e melhores sensores de imagem a equipar as suas câmaras fotográficas.

Em 2021 os iPhone 13 serão ligeiramente mais espessos

Apple iPhone 13

As imagens que ilustram este artigo refletem a peça partilhada pela MacRumors que sugeriu esta tese. Contamos assim com os novos iPhone 13 um pouco mais espessos, além de terem uma corcunda / saliência das câmaras traseiras mais notória.

Mais concretamente, os modelos iPhone 13 e iPhone 13 Pro deverão ter uma espessura de 7,57 mm. Este valor representa um acréscimo de 0,17 mm face à geração anterior - os iPhone 12 - sendo pouco notória para a maioria dos utilizadores.

Por outro lado, a saliência das câmaras fotográficas traseiras será apreciavelmente maior. De acordo com as fugas de informação, a ilha das câmaras terá uma protuberância de 2,51 mm nos iPhone 13 ao passo que na geração atual esta não excede os 1,7 mm.

Melhores óticas e sensores necessitam de mais espaço no iPhone

Apple iPhone 13

Importa frisar que este aumento da ilha / protuberância das câmaras traseiras trará uma importante vantagem. O último elemento (lente) de cada câmara fotográfica não será tão saliente. Aliás, pode estar nivelado com toda a ilha das câmaras em si.

Esta alteração viria comportar um menor risco de dano às óticas propriamente ditas, ainda que a sua efetividade possa ser questionada. Ainda assim, encontramos um exemplo atual nos novos modelos de iPad Pro que seguem esta implementação.

Mais ainda, no Apple iPhone 13 Pro e 13 Pro Max contamos com um módulo de câmaras significativamente maior. Será nestes modelos que poderemos encontrar as principais melhorias fotográficas, novas óticas e possivelmente novos sensores.

De acordo com os rumores, teremos uma câmara tripla nos modelos de topo, a saber:

  • Grande angular
  • Ultra-grande angular
  • Telefoto (zoom)

Estas alterações, ainda que modestas no geral, tornarão o iPhone 13 e 13 Pro em dispositivos distintos da atual geração. À escala da Apple, estas são as maiores diferenças que podemos razoavelmente esperar para uma nova geração dos seus smartphones iOS.

Pode-se, por fim, apontar um ligeiro reajuste na posição do seletor de volume e demais botões físicos com o intuito de harmonizar a sua posição com o aumento dos módulos das câmaras.

A próxima geração de iPhone deve chegar em setembro de 2021

A par das ligeiras diferenças estruturais na organização e tamanho das câmaras principais podemos ter novos esquemas de cor, algo que não é certo para já.

Paralelamente, contamos, sim, com ecrãs de alta taxa de atualização adaptável - até 120 Hz. Este trunfo só estará presente nos iPhone 13 Pro e iPhone 13 Pro Max, usando aqui ecrãs LTPO AMOLED da Samsung, mais eficientes.

Aponta-se ainda a redução da sua notch, algo que tem vindo a ser apontado há várias gerações, sem nunca se materializar até ao momento. A isto somar-se-á a introdução de um novo processador, provavelmente o Apple A15 Bionic, entre outras melhorias.

Por fim, algumas fontes apontam o regresso do Touch-ID embutido no ecrã, ainda que tal, bem como muito do que aqui foi enunciado, não passe para já de uma hipótese.

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.