iPhone 12 Pro Max: fuga de informação confirma as melhores esperanças

Bruno Coelho
1 comentário

Certas características que alegadamente irão estar no iPhone 12 Pro Max têm sofrido alguma controvérsia. Isto porque as fugas de informação se têm dividido entre confirmá-las, e desmenti-las.

Deves ter em conta que, até informação oficial da Apple, não é 100% certo que o ecrã do iPhone 12 Pro Max vá efetivamente ter taxa de atualização de 120Hz. Mas as fugas de informação mais recentes assim o indicam.

iPhone 12 Pro Max pode mesmo ter ecrã com 120Hz

Esta terça-feira, o reputado leaker em assuntos da Apple, Jon Prosser, partilhou imagens que deixarão alguns fãs da marca mais entusiasmados. Isto porque partilhou definições do ecrã do alegado iPhone 12 Pro Max, onde salta à vista a possibilidade de usar taxa de atualização de 120Hz.

Um protótipo do smartphone apareceu também partilhado pela conta EverythingApplePro. E aí vemos as mesmas de definições, com a desejada taxa de atualização no ecrã.

iPhone 12 Pro Max vai capturar vídeo a 240fps em 4K

Outro pormenor importante para os amantes de vídeo é uma capacidade agora novamente confirmada nestas imagens. Ao que tudo indica, o iPhone 12 Pro Max vai conseguir capturar vídeo em câmara lenta a 120fps e 240fps com resolução 4K.

Estas imagens mostram-nos também que o sensor LiDAR vai poder ser usado para uma focagem mais rápida e precisa do sujeito numa fotografia. Adicionalmente, teremos um novo modo noite, que será exclusivo para usar com um tripé ou com o dispositivo pousado.

Por enquanto, deves olhar para estas informações com uma pitada de sal. Como referi, até confirmação oficial da Apple, não é 100% certo que os 120Hz se confirmem. Mas volta agora a renascer essa esperança.

Editores 4gnews recomendam:

  • Apple: iOS 14 Beta versão 6 já está disponível para iPhone e iPad!
  • Apple estará a desenvolver um novo carregador sem fios próprio
  • Apple AirPods: terceira geração dos auriculares vai ter design diferente
Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Come especificações ao pequeno-almoço.