iOS 11
iPhone 7 também receberá o iOS 11

Quase duas semanas depois, onde vi vários vídeos e artigos informativos, é com algum desalento que olho para o iOS 11. Como utilizador de um iPhone e Apple Watch – para que não se diga já que sou um amante do Android ou outra coisa qualquer -, essa foi a impressão com que fiquei.

O Apple Watch em si, bem como o watchOS 4, tudo bem. Irei recebê-lo no meu relógio inteligente, sem grandes novidades mas com ajustes simpáticos e uma ou outra introdução, como o mostrador da Siri ou do meu querido Woody.

Vê também: O iPhone 8 que ninguém quer foi visto em novo vídeo

   

Por isso, as coisas menos boas ficam-se pelo iOS 11. Eu sei, eu sei. O que foi mostrado até aqui foi uma simples ideia daquelas que serão as novidades do novo sistema operativo. Porém, pelo menos para o iPhone, elas parecem-me altamente dispensáveis ou, pelo menos, nada de especial.

E friso, para o iPhone. Porquê? Porque, pela primeira vez, o iPad tornou-se num tablet que há muito parecia impossível de ser, interessante. Os recursos que o iOS 11 trará aos iPads são fantásticos. Sempre considerei que ter uma versão exatamente igual do iOS num iPhone e num iPad seria uma estupidez, mas não quis que a do iPad fosse muito mais completa que a do smartphone.

Há diferenças claras no iOS 11 para iPhone e iPad, mas isso não é o fim do mundo…

Quer isto dizer que estou descontente com o iOS 11 e que por isso venderei o iPhone, etc, etc? Não. Simplesmente fiquei algo chocado com o que foi anunciado como funcionalidades novas, entre outras. Afinal de contas, mesmo com um novo centro de atalhos – onde posso colocar uma panóplia deles -, parece que continuarei a ir às Definições para ativar/desativar os dados móveis.

Por outro lado, e embora perceba perfeitamente quem me disser o contrário, porque é que a Apple não dá hipótese aos utilizadores de iPhone, de usarem mais que uma aplicação em simultâneo no ecrã, tal como no iPad? Talvez não faça sentido num ecrã de 4,7 polegadas, é verdade.

iOS 11
Eis o novo iOS 11 da Apple

Contudo, e quem ter um iPhone 7 Plus ou pensar adquirir um iPhone X, com 5,5 e 5,8 polegadas, respetivamente – o último, de acordo com os rumores. Mais, com as diferenças notórias entre o iOS 11 para iPhone e iPad, de todos os dispositivos da Apple, aqueles que parecem ser os menos beneficiados no meio disto tudo são mesmo os modelos Plus do iPhone.

iOS 11 ficará disponível no final do verão!

Por fim, e embora saiba (ou espere) que até lá sejam introduzidas novidades, fica a nota que o iOS 11 não é uma má atualização, de todo, para o iPad. No caso do iPhone, é relativo porque é como se mantivesse tudo como estava. Aproveita e vê quais os equipamentos que receberão o iOS 11 já no final do verão.

Seja como for, esta é apenas a minha opinião pessoal. Deixa a tua nos comentários, mesmo que seja totalmente diferente!

Outros assuntos relevantes:

E3: As principais novidades do maior evento Gaming de 2017

Comissão Europeia prepara-se para aplicar multa milionária à Google

Spotify continua a crescer e já tem mais de 140 milhões de utilizadores

Desde cedo comecei a interessar-me pelo que podia fazer no computador. Porém, a grande paixão surgiu com o primeiro telemóvel e complementou-se com os smartphones. Nada há a dizer, são simplesmente fantásticos e úteis em todo o tipo de situações.