Investidor da Tesla fica milionário e quer reformar-se aos 39 anos

Bruno Coelho
Comentar

Chama-se Jason DeBolt e é um caso de verdadeiro sucesso. O engenheiro de software fez aquilo que normalmente não é aconselhado: apostou tudo em ações da Tesla nos primórdios da empresa. Agora afirma que se quer retirar do mundo corporativo aos 39 anos, com uma fortuna de quase 12 milhões de dólares.

Através de uma publicação na rede social Twitter, DeBolt festejou a nova subida das ações da Tesla no mercado financeiro. Isto fez com que atingisse um marco que, segundo o próprio, permite-lhe reformar-se.

Primeiro investimento foi a 7,50 dólares a ação

O engenheiro começou a investir em ações da Tesla quando estas valiam 7,50 dólares. À data de escrita deste artigo, estas já valem perto de 850 dólares a unidade. Só no último ano, o crescimento rondou os 730%.

A estratégia de DeBolt é arriscada. Isto porque concentrar todos os seus investimentos numa única empresa é pouco aconselhável pelos especialistas na área. Aliás, em dias de queda, chegou a perder 1,3 milhões em apenas 24 horas.

DeBolt acredita que o futuro é risonho. O investidor afirma que as ações da empresa deverão andar entre os 20 mil e 30 mil dólares por unidade até 2030. Por agora, DeBolt conta com 14,8 mil ações da Tesla que não tem intenções de vender.

O primeiro investimento em 2500 ações terá ocorrido pela primeira vez em 2013, a 7,50 dólares por ação. O custo média das suas ações ronda hoje os 58 dólares, e a tendência é de crescimento.

Editores 4gnews recomendam:

  • Tesla poderá ser obrigada a substituir 158,000 carros de borla!
  • Tesla Model S que se prepare. Chegou o rival com 1000km de autonomia
  • Tesla Model Y aparece em vídeo a mostrar como funciona a 3ª fila de assentos
Bruno Coelho
Bruno Coelho
Vive entre a paixão pela escrita, a música e a tecnologia. Licenciou-se em Ciências da Comunicação na Universidade da Beira Interior em 2015, e fez parte da equipa que fundou o Jornal de Belmonte. Produziu vários podcasts independentes pelo caminho. Colabora com a 4gnews desde 2017, e faz parte da redação desde 2019. Come especificações ao pequeno-almoço. brunocoelho@4gnews.pt