Intel só começará a produção em massa do seu chip 5G em 2020

Carlos Oliveira

De acordo com o mais recente relatório da Digitimes, a Intel ainda demorará a produzir o seu primeiro chip 5G. Ao que tudo indica, a empresa norte-americana irá começar o processo de engenharia deste componente no próximo trimestre.

Em consequência, a produção em massa deste componente só deverá arrancar no próximo ano. Uma calendarização que a deixará a ela e á Apple atrás da concorrência.

Intel 5G

Em que medida esta decisão irá afetar a Apple, perguntarão vocês. A verdade é que tudo indica que a Intel venha a ser a única fornecedora da Apple para os seus iPhone compatíveis com 5G.

Apple e a Intel ficarão na retaguarda no que ao 5G concerne

É do conhecimento público que a relação entre a Apple e a Qualcomm não é a melhor. Ambas estão envolvidas em várias disputas jurídicas sobre patentes e royalties, o que azedou as relações entre a duas.

Exemplo disso foi o cortar total das relações entre a Apple e a Qualcomm no ano passado. Foi a partir dessa data que a empresa de Cupertino começou a servir-se exclusivamente dos modems da Intel para os iPhone.

iPhone X

Desse modo, é bastante provável que a Intel venha a ser igualmente a única fornecedora da Apple para modems 5G. Assim sendo, só em finais de 2020 é que deveremos ver ser apresentado o primeiro iPhone com 5G.

Em contrapartida, neste momento existem já alguns smartphones Android com a mesma capacidade. Tudo porque estes fazem uso do modem Snapdragon X55 da Qualcomm.

A MediaTek também se encontra a desenvolver modems 5G, mas parece que o acordo entre a empresa de Cupertino e a Intel já se encontra fechado. Ademais, temos rumores de que a primeira esteja a desenvolver o seu próprio modem 5G, mas a ser isto verdade, esse componente apenas deverá ficar pronto em 2021.

Seja como for, a Apple está atrás na corrida pelo 5G. Não é um paradigma que assuste a empresa de Tim Cook. Afinal, existem muitas tecnologias em que a empresa não é pioneira, preferindo aperfeiçoá.la antes de a lançar para o mercado.

Editores 4gnews recomendam:

Fonte | Via

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.