Impossível não chorar! Segurança dos carros da Tesla posta à prova! (vídeos)

Filipe Alves
4 comentários

Para quem sonha um dia ter um Tesla, estes vídeos são dolorosos de se ver. Carros da Tesla completamente novos a serem destruídos. Tudo em nome da nome da nossa segurança.

Para que os carros andem na estrada, é preciso que passem testes de segurança rigorosos. Estes testes testam eventuais situações que podem acontecer na estrada e que podem colocar o condutor e passageiros em risco.

Tesla mostra um vídeo de como é testado o seu Model 3

Neste pequeno vídeo vemos um Tesla Model 3 a passar a "hora do diabo". O carro ficou com a frente parcialmente destruída, contudo, por uma boa causa. Vemos que o Model 3 aguenta seriamente um impacto frontal e que os passageiros estão seguros se tal acontecer.

É impressionante ver a quantidade de Airbags que disparam assim que o carro sente o choque. Não só o Airbag frontal como os laterais. Seja para o condutor ou para os passageiros.

Tesla carro segurança

Logo depois do acidente encenado a equipa observa tudo o que acontece dentro do veículo na altura do impacto em simulações 3D. Os carros da Tesla tem uma vantagem face os outros modelos nos impactos frontais. O facto de não ter um motor à frente, faz com que os seus automóveis tenham mais estabilidade quando existe um impacto.

O mesmo acontece em situações em que o carro capota. Os carros da Tesla não são impossíveis de capotar, porém, visto que a bateria está em baixo e cria um centro de gravidade, a probabilidade de parar com o carro "direito" é maior.

Sei que vais ficar com as lágrimas nos olhos ao ver carros tão bonitos a serem destruídos (eu fiquei), mas vê o lado positivo destes testes. Quando tiveres o teu Tesla sabes que foi rigorosamente testado. Aliás, todos os carros são. Por isso, antes de comprares um carro novo confirma aqui no website da EuroNCAP qual foi a sua avaliação final.

Editores 4gnews recomendam:

4 comentários
Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.