Microsoft Surface Mini
Microsoft Surface Laptop

Há vários terminais que nunca chegam conhecer a luz do dia no mercado tecnológico. Pois bem, o Surface Mini é um deles. A Microsoft, por razões várias, não quis dar aos consumidores a possibilidade de adquirirem um Surface, ligeiramente mais pequeno e menos poderoso.

Em primeiro lugar, é preciso assinalar que este Surface Mini seria mais pequeno que o Surface 3 que, a uma dada altura, vimos a empresa de Redmond apresentar. Assim, desde logo, percebe-se que o lançamento de um terminal deste género talvez não fosse a melhor jogada para a empresa.

Vê também: Extende o alcance da tua internet com um repetidor de Wi-Fi por 10€

   

Para além disso, ainda que desfazado do tempo (agora), o Surface Mini, que a Microsoft acabou por não apresentar, tinha umas margens gigantescas entre as as suas extremidades e o seu ecrã. Logo a partir daí, seria bastante incomodativo e desnecessário.

Surface Mini da Microsoft

De acordo com as imagens da fonte da notícia, é passível de perceber que possuía um design pouco irreverente e, para a época, nada mais seria que um pequeno Surface, com pouco sentido de ser. Pouco, porquê? Porque não era tão potente como um dispositivo comum dessa linha de produtos. Não era tão pequeno quanto isso e, ao mesmo tempo, tinha o fantástico Windows RT.

A Microsoft decidiu cancelar a apresentação do Surface Mini e talvez não tenha sido, de todo, uma má decisão…

Ironia à parte, o Windows RT era um sistema operativo destinado ao esquecimento e também poderá ter sido essa uma das razões que terá levado a Microsoft ao abandono da ideia que consistia em lançar este Surface Mini. Para além disso, estamos a ver um terminal com 1GB de RAM e um processador Qualcomm Snapdragon 800, o que poderia aceitar-se em 2014, sim. Contudo, apenas num smartphone, com aplicações. Não num tablet, com uma versão do Windows 100% questionável e sem aplicações – ou com muito poucas.

Assim, e mesmo suportando a Surface Pen, um equipamento como este, cuja utilização passaria sempre pelo ecrã (dado que não tinha nenhum tipo de teclado como acessório), fez com que a Microsoft pensasse novamente se a sua ida para o mercado seria compensatória.

Bom, a conclusão dessa reflexão já todos sabemos qual foi. Não houve Surface Mini para ninguém e, por um lado, talvez não tenha sido tão mau quanto isso. Partilhas da mesma opinião? Deixa a tua nos comentários.

Outros assuntos relevantes:

GTA V recebe atualização que adiciona ainda mais conteúdo!

Sharp lançará dois novos terminais com ecrãs sem extremidades

Porque é que a Apple não chamará o próximo iPhone de “iPhone 8”

ViaPhoneArena
FonteWindows Central
Desde cedo comecei a interessar-me pelo que podia fazer no computador. Porém, a grande paixão surgiu com o primeiro telemóvel e complementou-se com os smartphones. Nada há a dizer, são simplesmente fantásticos e úteis em todo o tipo de situações.