Huawei almeja bater novo recorde de vendas de smartphones este ano

Carlos Oliveira

O top-3 mundial de venda de smartphones é atualmente protagonizado pela Samsung, Huawei e Apple. Por esta ordem. estas são as tecnológicas que mais influência têm no mercado mundial e as protagonistas de uma disputa que não parece ter fim à vista.

Depois de um 2018 onde foram ultrapassados os 200 milhões de smartphones vendidos, a Huawei não parece ter intenções de abrandar. De acordo com a Digitimes, a tecnológica chinesa tem o objetivo de vender 250 milhões de unidades em 2019.

Huawei smartphones

Não há qualquer dúvida de que a Huawei tem sido um verdadeiro caso de sucesso. Em poucos anos, esta quase desconhecida empresa é já uma das mais importantes em todo o mundo. É líder incontestável do seu interno e é cada vez mais uma referência mundial.

Huawei quer vender um total de 250 milhões de smartphones em 2019

Nesse sentido, Richard Yu já declarou a intenção da Huawei em ser líder mundial em 2021. Nas projeções deste executivo, será dentro de dois anos que a tecnológica chinesa será capaz de ultrapassar a gigante Samsung.

Todavia, caso as projeções da Digitimes se verifiquem, esse marco poderá ser alcançado já em 2020. Isto porque, fontes ligadas à indústria, adiantam que a chinesa poderá vender 300 milhões de smartphones nesse ano.

Ora, esta conclusão pode ser um pouco precepitada em razão de não termos conhecimentos dos objetivos da Samsung e Apple. Ainda assim, se tomarmos o desempenho da sul-coreana em 2018 como comparativo, esta última irá mesmo perder a liderança no próximo ano.

De acordo com os dados da IDC, a Samsung vendeu 292.3 milhões de equipamentos em 2018. Por outro lado, a Apple foi capaz de expedir 208.8 milhões de iPhones no mesmo período.

O futuro é incerto e muita coisa pode mudar

Vale relembrar que 2018 não foi um ano particularmente bom para a Samsung e Apple. Ambas as empresas viram um decréscimo nas suas vendas, acompanhando a tendência de recessão do mercado em que se inserem.

No entanto, este ano teremos um Samsung Galaxy S10 que promete bastante. Do lado da Apple teremos um novo iPhone XI que também deverá modificar um pouco o status quo dos dispositivos móveis da empresa de Cupertino.

Já para 2020, é ainda muito precoce tecer qualquer tipo de comentário. Isto tudo para dizer que não é certo que a meta de 300 milhões da Huawei seja o suficiente para alcançar finalmente a liderança do mercado.

Editores 4gnews recomendam:

Nova leak do Xiaomi Mi 9 volta a confirmar incríveis especificações

Transformar o smartphone num smartwatch? TCL quer torná-lo possível

Google Play Store está ainda mais bonita com o novo design!

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.