Huawei - Ren Zhengfei, fundador da fabricante multa-se a si próprio por "má gestão"

Rui Bacelar
Huawei Ren Zhengfei multa-se
Ren Zhengfei (direita) com o presidente chinês Xi Jinping (esquerda) (Foto da PA Images/Sipa USA)

A Huawei já é a terceira maior construtora mundial de dispositivos móveis, desde smartphones a modems, a sua presença no mercado tecnológico tem rival apenas na Samsung e na Apple. Agora, segundo nos conta a Reuters, Ren Zhengfei multa-se por alegada "má gestão".

O caso que entretanto também já foi difundido pela TVI24 e pelo Público, baseia-se num documento interno da Huawei. Esta circular interna foi entretanto divulgada pelo site de notícias chinês, o thepaper.cn.

Vê ainda: Gmail – o email da Google vai mudar, para melhor!

O senhor Ren Zhengfei é o fundador e atual presidente executivo da empresa chinesa, a Huawei. Esta já cimentou a sua posição como terceira fabricante mundial de smartphones. Esta mesma empresa que recentemente viu frustradas as suas tentativas de entrada no mercado norte-americano através das suas principais operadoras.

Ren Zhengfei, CEO da Huawei multa-se por "má gestão"

A circular interna destinava-se apenas aos olhos dos funcionários e colaboradores da marca onde Ren Zhengfei cita "casos de falha na qualidade e falsificação de negócios". Situações que terão ocorrido em alguns departamentos em anos recentes. O painel de administradores decidiu responsabilizar os líderes da empresa.

Entretanto, em declarações à agência Reuters, vários colaboradores e funcionários da Huawei dão como confirmada a multa aplicada a Ren Zhengfei. O presidente executivo e fundador da tecnológica chinesa será assim punido pecuniariamente como exemplo. Será um incentivo para todo o quadro de liderança repensar as estratégias e reforçar o compromisso para com a empresa.

Ren Zhengfei, sem avançar qualquer detalhe sobre a dita "falha de qualidade", foi multado em 1 milhão de yuan ( cerca de 130 mil euros). Também o restante quadro de liderança foi multado em 500,000 yuan (cerca de 63 mil euros), os três executivos temporários - Guo Ping, Eric Xu, Ken Hu.

A mesma fonte de informação avança que também que este tipo de medidas é frequente. Sendo os quadros intermédios e superiores da tecnológica chinesa frequentemente despromovidos em caso de má gerência, erros no decurso da mesma ou maus resultados. Contudo, quando também apresentam bons resultados podem voltar a assumir os seus antigos cargos.

A Huawei foi fundada em 1987 por Ren Zhengfei, um antigo engenheiro e oficial do exército chinês. A sua empresa é pautada pela forte disciplina e forte auto-crítica. A multa aplicada ao seu líder reflete isso mesmo. Atualmente, só na sua sede em Shenzhen, emprega mais de 180 mil colaboradores e funcionários.

Huawei tem presença oficial em Portugal

Loja Huawei Ren Zhengfei multa
Interior das instalações da Huawei, centro de assistência e apoio ao cliente em Lisboa

É a fabricante que domina o mercado chinês. Conta com uma forte presença no mercado de redes e telecomunicações. Contudo, seria o segmento dos smartphones e dispositivos móveis que a tornariam mundialmente famosa.

Em última análise, a multa aplicada a Ren Zhengfei servirá acima de tudo para dar o exemplo à restante chefia, para que esta reflita também nas estratégias com resultados não tão positivos.

Esta fabricante também tem uma presença em Portugal sob a forma de escritórios em Lisboa, centros de apoio ao cliente no Porto e em Lisboa e um centro de inovação e experimentação.

Assuntos relevantes na 4gnews:

Honor View 10 receberá o Face Unlock do OnePlus 5T

HQ Trivia – Aplicação já tem 500 mil downloads na Google Play Store

Instagram prepara-se para adicionar GIF’s às tuas “Stories”

Fonte | Via

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.