Huawei: próximos smartphones podem ter sistema operativo próprio

Bruno Coelho
Comentar

O Android é o sistema operativo que equipa os atuais smartphones e tablets da Huawei. Mas até quando? A Huawei tem um plano B preparado há algum tempo, e pode ser agora a altura de pôr em prática o seu próprio sistema operativo. Este encontra-se a ser desenvolvido desde 2012, e pode mesmo ter de ver a luz do dia em breve.

Numa entrevista de março, o CEO da Huawei, disse que a empresa tinha o sistema operativo preparado. “Se por acaso não pudermos usar mais estes sistemas, estamos prontos e temos o nosso plano B”, referiu Richard Yu ao jornal alemão Die Welt.

huawei logo

Um porta-voz da Huawei referiu que a empresa apenas pretende recorrer ao sistema operativo próprio numa “situação extraordinária”. A empresa não tinha nos seus planos (em março) ter de recorrer a esta solução.

A Huawei sempre quis deixar bem claro que tal como os seus utilizadores, o Android e o Windows iriam continuar a ser as suas primeiras escolhas. “Nós adoramos usá-los (Android e Windows) e os nossos utilizadores também”, referiu o mesmo porta-voz.

Próximos dispositivos da Huawei não terão acesso à Play Store, Gmail, Chrome ou Youtube

A situação vê agora um volte-face. Embora os serviços mínimos estejam garantidos para os dispositivos no mercado, os próximos smartphones da Huawei estarão limitados. Quem compre um smartphone da Huawei no futuro não terá acesso direto à Play Store, Gmail, Chrome ou Youtube, por exemplo.

For Huawei users' questions regarding our steps to comply w/ the recent US government actions: We assure you while we are complying with all US gov't requirements, services like Google Play & security from Google Play Protect will keep functioning on your existing Huawei device.

— Android (@Android) 20 de maio de 2019

Os atuais dispositivos no mercado continuarão a ter acesso à Play Store e ao Play Protect. Contudo, não existem neste momento garantias de que a Google vai continuar a fornecer atualizações a estes dispositivos. Numa altura em que a Huawei trabalhava para chegar a número 1 do mercado mobile, encontra-se agora num cenário complicado.

Lidar com um sistema operativo próprio, seria lidar com vários problemas. Em primeiro lugar, a Huawei estaria sempre limitada por não poder contar com as aplicações da Google de forma oficial. Além disso, para que tal fosse viável, os desenvolvedores teriam de trabalhar em aplicações para o sistema operativo da Huawei. E isso certamente levaria algum tempo a ser feito.

Esta situação acontece no seguimento de uma ordem executiva de Donald Trump. Esta proíbe o uso de qualquer material da Huawei em solo americano. A Huawei é acusada de espiar os utilizadores, fornecendo informações sobre estes ao governo chinês. A empresa sempre negou tais acusações, mas este pode ser o princípio do fim da marca como a conhecemos.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Bruno Coelho
Bruno Coelho
O Nokia 3650 foi o primeiro grande mergulho no mundo tecnológico. Se o Ultimate Team é o seu atual saco de boxe, o Macbook Pro é o melhor amigo. Escrever sobre tecnologia é o processo natural na vida de alguém que come especificações ao pequeno-almoço.