Huawei prepara-se para combater os AirPods com os novos FreeBuds

Filipe Alves
Comentar

Os Huawei FreeBuds foram revelados pela primeira vez no ano passado como um acessório "obrigatório" para o Mate 20 Pro. Pois bem, está na hora de vermos mais um modelo no mercado e tudo indica que seguirão o mesmo design dos anteriores.

Ainda assim, a Huawei promete que os novos Huawei Freebuds terão mais inteligência do que nunca. O processador dos earphones é algo importante para este tipo de gadget. Não só consegue dar música com mais qualidade como também nos dá funcionalidades extra que adoramos.

Teaser revela nos processadores para os Huawei FreeBuds

New Kirin technology will connect you to a whole new audio experience.Discover how by following #HuaweiIFA2019 👉 https://t.co/Al4vGP6xiX#RethinkEvolution #IFA19 pic.twitter.com/WBwKrACotr

— Huawei Mobile (@HuaweiMobile) 31 de agosto de 2019

O teaser da Huawei promete que no dia 6 de setembro teremos uma nova surpresa. Em plena IFA (feira de produtos eletrónicos na Alemanha), a marca chinesa prepara mais do que apenas a revelação do seu novo processador para smartphones.

Huawei Freebuds

Lembro que é nesta feita que temos vindo a conhecer o chip que incorpora nos smartphones topo de gama da Huawei. Assim sendo, este ano teremos a revelação do processador que vai implementar o Huawei Mate 30, Mate 30 Pro e Huawei P40 e P40 Pro.

Apple AirPods continuam a liderar o mercado

Ainda assim, a Apple tem algo que os outros fabricantes não conseguem. Um grupo de fãs que está disposto a gastar bom dinheiro nos seus produtos. Os Apple AirPods tem vindo a crescer nas vendas mesmo com o seu elevado preço e 179€.

Os novos Huawei FreeBuds deverão ter um preço mais amigável, ainda assim, não esperes um valor abaixo dos 3 dígitos.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.