Huawei Wallet Google Play Store
O mercado dos Estados Unidos da América mostra-se cada vez mais adverso às investidas da fabricante chinesa.

Em breve ficaremos a conhecer a próxima geração de topos de gama da fabricante chinesa, os P20. Produtos que, caso tudo corresse conforme o previsto em dezembro, chegariam a mercado dos Estados Unidos da América. Este que, segundo a IDC, é o terceiro maior mercado mundial de dispositivos móveis e que está cada vez mais adverso à Huawei e ZTE.

Depois de várias agências de segurança norte-americanas encabeçadas pelo FBI, NSA e CIA terem apelado ao boicote dos produtos Huawei as tensões escalariam. Receando pela privacidade dos seus consumidores, o governo norte-americano mostra-se cada vez mais adverso às fabricantes chinesas.

Vê ainda: 19 aplicações gratuitas na Google Play Store para o teu Android

Agora, depois das operadoras, são as lojas físicas que começam a abandonar a Huawei e a ZTE, começando pela Best Buy. Esta era uma das poucas lojas físicas que vendia os seus produtos como o Mate 10 Pro. Entretanto, a Best Buy já emitiu um comunicado oficial à imprensa onde pouco revela.

Nós não nos pronunciamos sobre contratos específicos com as fabricantes e os respectivos contratos. Nós tomamos as decisões que nos competem e decidimos aquilo que queremos vender com base em vários motivos e razões.” Declarações do porta-voz da Best Buy.

Huawei cada vez mais fragilizada nos Estados Unidos da América

Esta decisão de uma das maiores cadeias de lojas físicas no mercado dos Estados Unidos da América chega no meio de um clima de tensão entre ambas as partes. Neste momento os ânimos estão bastante elevados no que às preocupações com segurança diz respeito. É visível a crescente desconfiança para com as fabricantes chinesas e a política protecionista da atual administração. A decisão em não vender produtos da Huawei chega meses depois de as principais operadoras como a AT&T terem cancelado subitamente o contrato com a Huawei. O mesmo se aplicou à ZTE.

Huawei continua a ser pressionada no 3º maior mercado de smartphones

Huawei Pay Huawei HiAssistant Google Samsung Bixby
Os smartphones da tecnológica chinesa como o Mate 10 Pro está a desaparecer do mercado norte-americano. ©reuters

Em causa estaria a subserviência da Huawei ao governo chinês, tal como avança a imprensa internacional. Com as operadoras norte-americanas a liderar este boicote, o fenómeno arrasta-se agora também para as plataformas de venda convencional.

Esta situação ocorre num momento em que as relações entre os Estados Unidos da América e a China estão mais sensíveis do que nunca. A administração norte-americana continua a apelar ao boicote dos produtos da Huawei e da ZTE com temores pela privacidade dos seus utilizadores.

Agora, com a Best Buy a seguir o mesmo curso das operadoras. Ora, as aspirações da terceira maior fabricante mundial de dispositivos móveis estão em apuros. Caso algum dia queira vir a ultrapassar a Apple ou a Samsung teria que competir nos mesmos mercados. Agora, a opinião norte-americana torna-se ainda mais azeda para com esta marca.

Uma vez que a expansão para os Estados Unidos da América não corre como previsto, a marca vai apostar mais no Reino Unido. Para tal investirá um total de 4.2 mil milhões de dólares para reforçar a sua presença. Esta injeção de capital elevará o orçamento dedicado ao Reino Unido para um total de 13 mil milhões de dólares.

No dia 27 de março ficaremos a conhecer os Huawei P20 em Paris.

Assuntos relevantes na 4gnews:

Xiaompode chegar oficialmente a Portugal – Rumor

OnePlus 6 continuará a ser um bom investimento, mesmo por 600€

Xiaomi disponibiliza a MIUI 9.5 para um total de 30 smartphones Android

Fonte | Via

Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).