Huawei pode dizer adeus aos smartphones premium

Abílio Rodrigues
Comentar

Depois de ter vendido a sub-marca Honor durante o ano passado em consequência das pressões do governo dos Estados Unidos, a fabricante chinesa pode estar prestes a abdicar de mais elementos importantes do seu portefólio.

A Agência Reuters avança que a Huawei se prepara para vender as suas linhas mais premium de smartphones, as séries P e Mate. O meio cita duas fontes com acesso a informações privilegiadas sobre o assunto.

Huawei pondera venda das linhas P e Mate há meses

Huawei Mate

Esta estratégia da Huawei pode mesmo significar um adeus definitivo da marca ao mercado mobile de gama alta, já que são os P e Mate as ofertas de maior valor da empresa.

Ao que parece a fabricante estará em negociações com um consórcio de firmas de investimento sediado em Xangai. Uma das fontes chegou mesmo a dizer à Reuters que a Huawei começou a delinear esta estratégia de venda das suas principais linhas já em setembro de 2020.

A Huawei não terá ainda tomado uma decisão final em relação a este assunto. Um dos fatores que pode impedir que o negócio se concretize é a intenção da companhia em continuar a fabricar os seus processadores Kirin.

Mesmo com todos estes rumores a circular a marca refuta a sua veracidade, dizendo não ter qualquer intenção de vender as suas principais linhas de smartphones, segmento no qual garante estar plenamente investida.

Pode ser o fim dos topo de gama da Huawei

O caso da Honor abre um precedente para a possibilidade da Huawei libertar outras sub-marcas dos seus grilhões. Apesar de não ser ainda possível avaliar o desempenho de uma Honor independente, o certo é que a marca conseguiu reatar laços importantes com Qualcomm, AMD ou MediaTek.

A venda das linhas premium P e Mate pode ter o mesmo efeito, abrindo a porta para smartphones que o público adora com processadores Snapdragon ou Dimensity.

Uma venda destas linhas deixa a Huawei com os segmentos de gama média e gama de entrada, já que estes não obrigam ao recurso a componentes de topo.

É sabido que a marca chinesa está com grandes dificuldades em aceder a esses componentes, pelo que a venda dos flagship pode ser a única alternativa viável.

Editores 4gnews recomendam:

Abílio Rodrigues
Abílio Rodrigues
Apaixonado por tecnologia desde que montou o seu primeiro computador, continua em fase lua-de-mel com tudo o que envolva um processador e permita umas sessões videolúdicas.