Huawei P20 Pro: Há uma forma de poupares 149€ na sua compra

Filipe Alves
Huawei P20 Pro: Há uma forma de poupares 149€ na sua compra
Este é o novo topo de gama da fabricante chinesa. Lustroso em vidro mas propenso a impressões digitais.

O Huawei P20 Pro, P20 e Lite começam a chegar ao mercado nacional e aqueles que decidiram esperar para conhecer os novos terminais da Huawei não deverão estar desapontados. Este é o smartphone é um dos novos topos de gama da fabricante chinesa, a resposta da marca ao Samsung Galaxy S9 / S9+ e ao iPhone X, da Apple.

O Huawei P20 Pro pode não ser o terminal mais potente do mercado, porém, de acordo com a DxOMark é a melhor câmara num smartphone até ao momento. A nova renascença da fotografia. Um slogan bem apropriado para este belíssimo dispositivo móvel da terceira maior fabricante mundial.

Vê ainda: Samsung Galaxy Note 9 terá mais bateria que o Galaxy Note 8

Não há muito por onde criticar este novo Huawei P20 Pro. Quando tivemos o primeiro contacto com o terminal (vídeo em baixo) referi que poderiam ter evitado a "notch" ou "monocelha" no topo do ecrã. A falta da porta audio jack de 3.5mm ou a ausência de carregamento sem-fios também podem influenciar a opinião do consumidor.

Aliás, fiquei triste por também não oferecerem carregamento sem fios, principalmente porque nos oferece construção em vidro. Há certamente quem não tenha gostado da remoção da entrada 3.5mm para os headphones, neste aspeto, não me afetou.

Huawei P20 Pro é atualmente a melhor câmara num smartphone - DxOMark

O Huawei P20 Pro dá-nos um ecrã OLED com um contraste de qualidade e basicamente tudo o que podes desejar num topo de gama. Tens grandes especificações e três câmaras da Leica que prometem fazer milagres em situações de baixa luminosidade.

Infelizmente só poderemos argumentar tal facto quando tivermos o terminal para review, por isso, teremos de esperar que a Huawei nos envie a unidade para teste e logo tiraremos as conclusões.

Ok... Mas como é que posso poupar 149€?

Deixemo-nos de conversa fiada. Estás aqui para saber como é que podes comprar o bad boy por 749.99€. O valor de 899€ está longe de ser o mais atrativo, porém, com 149€ menos? Acredita que ficarás feliz da vida.

Sabe mais sobre a pré-venda aqui

A pré-venda da NOS dá a possibilidade ao seus consumidores de comprar os dispositivos às prestações e ao fazê-lo conseguirão ter um preço bem mais atrativo. As prestações são durante 24 meses em todos os modelos e o valor de entrada para o Huawei P20 Pro é de 149€.

Assim sendo e feitas as contas:

  • Huawei P20 Pro - 899€ Ou: €25 por 24 meses + €149,99 de entrada = 749.99€
  • Huawei P20 - 699,99€ Ou: €21 por 24 meses + €95,99 de entrada = 599.99€
  • P20 Lite - 399,99€ Ou: €13 por 24 meses + €57,99 de entrada = 369.99€

Pessoalmente não sou um amante de compras às prestações, principalmente para smartphones. Contudo, estamos a falar de uma poupança de 149€. Nem que ponhas o dinheiro de lado no banco e todos os meses retira-te o valor. Não sentirás a sair e terás um desconto considerável.

Cumpre ainda salientar que este preço só se aplica a quem preencha as seguintes condições: Compra disponível para clientes com NIF particular. Com serviço TV da NOS há pelo menos 6 meses. Com um pacote NOS5, NOS4 ou NOS INDIE e débito direto em conta ativo.

Temos ainda que frisar que a oferta está limitada ao stock existente e a um plano de prestações por cliente. Não sendo acumulável com outras campanhas em vigor. O cliente não pode ser ou ter sido devedor à NOS de qualquer valor vencido nos últimos 6 meses, ou ser parte de um Acordo de Pagamento de Dívida a decorrer.

Assuntos relevantes na 4gnews:

Huawei P20 Pro: Estes são os resultados de Benchmark do novo Android

OnePlus 6 será o próximo Android com notch. Eis o porquê!

Samsung em tribunal por não atualizar os seus dispositivos Android

Fonte (NOS PR) | Via

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.