Huawei P20 e Huawei P20 Plus começam finalmente a fazer sentido!

Rui Bacelar
Huawei P20 Plus Samsung Galaxy S9
Melhores fotos e com menos ruído. A marca não quer que te rendas ao Samsung Galaxy S9

Agora, sim, começa a fazer sentido esperar pelos Huawei P20 e Huawei P20 Plus. Agora sim, podemos parar um pouco e desviar as nossas atenções dos Samsung Galaxy S9 e Samsung Galaxy S9 Plus que chegam já este Domingo, 25 de fevereiro de 2018. Queres saber porquê?

Porque finalmente começamos a ter provas, não só circunstanciais de que a fabricante chinesa trará produtos efetivamente inovadores para o mercado. Serão dois topos de gama, sem o design do Apple iPhone X, apenas com ume leve semelhança no alinhamento das suas câmaras traseiras. Algo perdoável tendo em conta o atual panorama do mercado mobile.

Vê ainda: 22 aplicações gratuitas na Google Play Store para o teu Android

Hoje vimos, de uma só empreitada, os próximos Samsung Galaxy S9 e Samsung Galaxy S9 Plus a confirmarem o seu preço para o mercado espanhol. Vimos também o aspecto final daquele que se acredita ser o Huawei P20 Plus, o primeiro smartphone Android a chegar ao mercado com um total de três câmaras na sua traseira. Bom, isto é se a fuga de informação for verídica, claro!

Cumpre também salientar que a Huawei já é a terceira maior fabricante mundial de dispositivos móveis, tendo até ultrapassado a Apple, ainda que momentaneamente. Os dados são da IDC e não deixam dúvidas quanto às ambições da Huawei. Esta quer tornar-se a marca nº1 em todo o mundo, tal como já lidera o seu mercado natal. Para alcançar este objectivo trará, muito em breve, novos dispositivos topo de gama.

Huawei P20 e Huawei P20 Plus merecem a tua atenção

Enfrentando um mercado norte-americano adverso aos seus produtos, seja pelos temores levantados pelas principais agências norte-americanas ou simplesmente pela interface EMUI. É verdade. A Huawei necessita de reformular de raiz a sua interface para os mercados ocidentais. Tal como está, nunca será bem recebida por todo o continente europeu e muito menos no 3º maior mercado mundial de dispositivos móveis, os Estados Unidos da América.

Ora, depois de todos os relatos e rumores iniciais nos apresentarem meras cópias ou quase clones do Apple iPhone X, finalmente vejo uma Huawei que reconheço. A mesma marca que me surpreendeu com o belíssimo design dos seus Mate 10. A mesma marca que sei ter o potencial para alcançar os seus objectivos. Sem comprometer a originalidade dos seus produtos!

Huawei P20 liderará a marca durante grande parte de 2018

Huawei-P20-registo-TENAA-1.jpgHuawei-P20-registo-TENAA-2.jpgHuawei-P20-registo-TENAA-4.jpgHuawei-P20-registo-TENAA-5.jpgHuawei-P20-registo-TENAA-6.jpgHuawei-P20-registo-TENAA.jpg

A mesma empresa que nos trouxe a marca Honor para Portugal. Agora sim, com o Huawei P20 e Huawei P20 Plus retratado nestas imagens, acredito no seu sucesso. Sem fazer atalhos ou imitar a concorrência, pelo menos nos topos de gama. Note-se que teremos ainda um Huawei P20 Lite e já vimos algumas fotografias de um protótipo com a notch do Apple iPhone X, podem conferir aqui a galeria de imagens.

Ora, ao passo que num dispositivo de gama média se toleram as imitações ou inspirações acentuadas noutros modelos da concorrência, o mesmo não pode acontecer nos flagships. O setor de gama alta, setor premium representa aquilo que de melhor uma marca consegue fazer. Aqui não poderíamos ter uma imitação ou inspiração no iPhone X sob o risco de a marca perder a credibilidade ou seriedade junto dos consumidores.

Felizmente, também o Huawei P20 Plus se apresenta como um smartphone com design original. Será este o grande líder da marca durante grande parte de 2018. Provavelmente até outubro de 2018, mês que normalmente acolhe o anúncio dos dispositivos da linha "Mate".

Huawei P20 Plus será o grande líder, até que chegam os próximos "Mate"

Huawei-P20-registo-TENAA-1.jpgHuawei-P20-registo-TENAA-2.jpgHuawei-P20-registo-TENAA-4.jpgHuawei-P20-registo-TENAA-5.jpgHuawei-P20-registo-TENAA-6.jpgHuawei-P20-registo-TENAA.jpgHuawei-P20-Plus-capa-1.jpgHuawei-P20-Plus-capa-2.jpgHuawei-P20-Plus-capa-3.jpgHuawei-P20-Plus-capa.jpg

Note-se que até ao momento em que ambos os smartphones forem oficialmente apresentados ainda tudo pode mudar. Todavia, olhando para o P20 temos aqui as fotografias deixadas na agência TENAA. Este que é o orgão regulador do mercado mobile na China, não se engana. Pelo menos para o mercado chinês o P20 terá aquele aspecto e se a história se repetir, este será o produto que será apresentado em Paris.

Huawei P20 e Huawei P20 Plus sem leitor de impressões digitais?

Agora, levantam-se algumas questões. Tanto no P20 como no P20 Plus não temos um leitor de impressões digitais ou sensor biométrico visível. Não está na sua traseira, esta apresenta apenas as câmaras (três), com alinhamento vertical. Temos também o flash LED e o logótipo da marca. Já por outro lado, olhando para o painel frontal também não vemos sinais da sua presença. Nem espaço para o acomodar...

Poderá a Huawei depender única e exclusivamente no scan de íris, no reconhecimento facial? Ficarão os consumidores "limitados" ao código PIN, padrão, palavra-passe ou Face Unlock para desbloquear os seus smartphones? É provável que tal aconteça, já há vários meses que temos visto indícios do desenvolvimento de um sistema da Huawei, semelhante ao Face ID da Apple.

Por último, a nível de características técnicas, os P20 e P20 Plus utilizarão, ambos, o mesmo processador. Será o HiSilicon Kirin 970, este SoC conta com 8 núcleos de processamento (octa-core) a 1.8Ghz. Chegarão com 64/128GB de armazenamento interno expansível e com 4/6GB de memória RAM. O seu sistema operativo será o Android Oreo 8.1 com a interface EMUI 8.1. Chegarão sem a porta áudio jack de 3.5mm.

Ficaremos a conhecer estes dispositivos no dia 27 de março, em Paris.

Assuntos relevantes na 4gnews:

Huawei P20. Design do smartphone Android foi novamente revelado

Exclusivo: Xiaomi já está preparar o seu “palco” no MWC 2018

Xiaomi Redmi Note 5 Pro. 300 mil unidades vendidas em 3 minutos

Fonte | Via

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.