Huawei lançará óculos de Realidade Aumentada até 2021

Rui Bacelar
realidade aumentada óculos smartphone dobrável 5G Android Huawei MediaPad M5 Huawei Mate 10 ProAndroid
A fabricante chinesa está perfeitamente a par das tendências no mundo Android ©reuters

O futuro passará pela realidade aumentada (RA) e a Huawei sabe disso. Por conseguinte, no seu atual topo de gama Android, o Mate 20 Pro, já temos uma pequena amostra dos planos da marca para esta nova realidade. Agora, ficamos a saber que no espaço de dois anos teremos um novo gadget da marca, os seus óculos RA.

Atualmente a 2ª maior fabricante mundial de dispositivos móveis Android, a empresa chinesa já trabalha afincadamente no seu novo gadget. Ao que tudo indica teremos um novo acessório, uns novos óculos de realidade aumentada ou RA.

Vê ainda: YouTube traz finalmente o serviço Premium e Music para Portugal!

Em primeiro lugar vimos alguns indícios de que a marca quererá explorar esta realidade com o seu atual flagship. Nesse sentido e a fim de se preparar para o futuro, a marca quer agora desenvolver soluções que lhe permitam tirar partido de novas realidades.

Por conseguinte, esperamos uma aposta na realidade aumentada (RA) bem como na realidade virtual (RV). Algo que passará não só pelos seus smartphones Android bem como nos acessórios. É exatamente aqui que entram os seus futuros óculos de RA.

Huawei está a desenvolver um novo gadget para a RA

Este artigo tem por base a recente entrevista de Richard Yu, responsável máximo pela divisão de dispositivos móveis da Huawei à CNBC. Aí, o executivo da empresa chinesa mostraria o seu interesse na Realidade Aumentada (RA). Em suma, foi à imprensa internacional que Yu deixou antever alguns dos vetores de aposta da Huawei. Empresa que quer não só dominar o mercado de dispositivos móveis Android bem como o de soluções conexas. Entre estas estarão naturalmente os óculos de RA que podem chegar até 2021.

Huawei óculos de realidade aumentada Google Microsoft HoloLens Realidade Aumentada
À semelhança da Microsoft, também esta gigante chinesa está a apostar na RA.

Em suma, num prazo máximo de dois anos a Huawei pode começar a comercializar este produto. Isto claro, se tudo correr conforme o previsto e caso não sejam encontrados obstáculos de maior.

A realidade aumentada é uma das prioridades da Huawei

Ainda em declarações à CNBC, Richard Yu afirmou que a Huawei está a trabalhar para desenvolver uma nova experiência de RA. Nesse sentido, a marca quer elevar a experiência de fruição de realidade aumentada para o vulgo consumidor.

Por conseguinte, Yu sugere que o produto da Huawei superará os Google Glasses bem como o HoloLens da Microsoft. Afirma também que a experiência de RA partirá de uma base comum com estes produtos mas será mais agradável para o consumidor final.

Em suma, os óculos de realidade aumentada (RA) da Huawei pretendem introduzir um novo padrão de qualidade para esta área. Todavia, Yu não entrou em detalhes técnicos, prometendo apenas grandes novidades neste ramo no espaço de dois anos.

óculos realidade aumentada RA Huawei Google Glasses Microsoft HoloLens
Depois dos Google Glasses, serão a próxima "aventura" da tecnológica chinesa.

Richard Yu acrescentaria que neste momento a RA não tem grande utilidade para o consumidor final. Todavia, prometeu mudar este paradigma, colocando o utilizador no centro do desenvolvimento de novas técnicas e tecnologias.

Tudo isto para que os óculos de realidade aumentada da Huawei possam efetivamente providenciar uma experiência mais abrangente. Até lá, a Huawei introduzirá nos seus smartphones Android mais e mais capacidades de RA.

Ficaremos a conhecer os óculos da Huawei no espaço de 2 anos

Algo que servirá um duplo propósito. Em primeiro lugar diminuirá a curva de aprendizagem dos óculos de realidade aumentada. Isto porque o consumidor já terá alguma familiaridade com o conceito em si. Em segundo lugar, poderão assim explorar ao máximo o potencial dos seus smartphones Android e dos respectivos processadores Kirin.

Olhando agora para o panorama geral da tecnologia móvel podemos ver que a Huawei não está sozinha nesta aposta. Para tal veja-se o manifesto interesse de Tim Cook, CEO da Apple nesta área. Algo que se reflecte diretamente no novo iOS 12 e na aplicação "Régua".

Tal como Tim Cook, também Richard Yu acalenta esperanças na realidade aumentada

Veja-se também o gigante Facebook, também ele interessado nesta mesma área da realidade aumentada. Em suma, poderíamos aqui lista um crescente conjunto de empresas tecnológicas que já estão a apostar bastante neste ramo.

Esperemos para ver aquilo que a Huawei consegue desenvolver até 2022. Até lá, acreditamos que também a tecnologia de realidade aumentada vá amadurecendo e tornando-se gradualmente mais útil.

Até lá certo é que não faltarão fugas de informação e novas declarações oficiais relativamente a este produto / solução.

Editores 4gnews recomendam:

Samsung Galaxy S10 gravará vídeos em 8K e 4K a 150fps

WhatsApp adicionará uma bela funcionalidade para partilha de contacto

Xiaomi procura voluntários para testar o Android Pie no Xiaomi Mi A2 Lite

Fonte | via

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).