A Huawei não precisa dos EUA para continuar a crescer

Filipe Alves

A Huawei não precisa dos EUA para continuar a crescerA Huawei é uma marca de renome na Europa e na Ásia. A empresa chinesa tem vindo a crescer a olhos vistos no mercado e tudo isso é fruto de um bom marketing, bons smartphones e preços apelativos.

Nos últimos dias temos vindo a reportar que a Huawei está com enormes dificuldades para entrar no mercado americano, mas a verdade é que a empresa não precisa dos EUA para continuar a crescer.

Vê ainda: Passatempo: Não percas tempo e ganha um Apple iPad Air

Não vamos ser ingénuos, era importante para a Huawei entrar nos EUA. Mas não é por não o conseguir que a empresa deixará de crescer. Durante muito tempo os EUA foram o ponto mais alto das empresas tecnológicas. Ter sucesso nos Estados Unidos era sinónimo de sucesso mundial. Nos dias de hoje o mercado já não é assim.

A Huawei está avaliada nos 76 mil milhões de dólares e o seu crescimento tem sido simplesmente inacreditável. Os terminais tem mais qualidade e deixou de ser "mais uma marca chinesa" para se tornar uma marca de referência nos terminais de gama-média.

A Huawei tem mais mercados para onde olhar e crescer!

Mas não é só nos smartphones que a Huawei se destaca. Também em infra-estruturas a marca é importante. O próximo 5G chegará muito pelas evoluções da Huawei na área das telecomunicações.

Os routers, boxes e Pen's de internet. Quase todas elas são feitos pela marca chinesa e aqui vemos que a marca é bem mais do que apenas telefones.

Acredito que a entrada nos EUA fizessem bem ao "nome" da Huawei, contudo, a marca não precisa que o governo de Trump diga que sim para ser bem sucedida. Se falhar nos Estados Unidos pode simplesmente olhar para o mercado Brasileiro. Mais de 240 milhões de pessoas fazem do Brasil um dos mercados mais importantes do mundo.

Se a Huawei entra no Brasil e América do Sul com a força que entrou na Europa e Ásia, não há Motorola, Asus ou LG que os detenha.

Era importante para a marca entrar no mercado norte-americano mas acredita que a Huawei conseguirá perfeitamente viver e ser bem sucedida sem ele.

Assuntos relevantes na 4gnews:

Android – Descarrega aqui o launcher do Xiaomi Mi A1 com Android One

TAG Heuer lança o smartwach Android Wear mais caro do mundo

Youtube – “Dark Mode” chegou ao iPhone antes dos dispositivos Android

Via

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.