Huawei Mate Xs: o novo smartphone dobrável da Huawei que não é para todos!

Filipe Alves
1 comentário

A Huawei tomou hoje o palco numa apresentação invulgar para revelar alguns dos seus novos produtos. Nesse leque estava ao Huawei Mate Xs (lê-se exe-s).

Este novo smartphone dobrável da Huawei não nos dá uma revolução de design, muito pelo contrário. O equipamento é basicamente o mesmo do modelo anterior com inovações internas.

Especificações do Huawei Mate Xs

Huawei Mate Xs

  • Ecrã de 8" polegadas quando aberto
  • Ecrã de 6.6" quando dobrado e 6.38" polegadas no outro lado do ecrã
  • Processador Kirin 990
  • Memória RAM de 8GB
  • Memória interna de 512GB
  • Câmaras (frontal é a mesma da traseira): 40MP + 8MP + 16MP + ToF
  • Bateria de 4500 mAh
  • Carregamento rápido de 55W (carrega 85% em 30 minutos)
  • Android 10 com EMUI 10
  • Sem serviços Google

Mais um super smartphone sem serviços Google

Este é mais um potente smartphone da Huawei sem contar com os serviços Google. A Huawei tem lutado para aumentar o número de desenvolvedores na sua aplicação "App Gallery", porém, continua seriamente abaixo das Apps que encontramos na Google Play Store.

Preço do Huawei Mate Xs

Huawei Mate Xs

Este é um dos outros pontos de entrave na compra do novo topo de gama dobrável da Huawei. Para além de não contar com serviços Google, o dispositivo tem um valor de 2499€. Um preço seriamente alto e que deve ser posto em consideração devido às suas "falhas".

Huawei luta contra a maré

Não está fácil o papel da Huawei no início de 2020. Sem a possibilidade de trazer serviços Google, até a apresentação de um dos seus mais importantes smartphones foi condicionada devido ao surto do Coronavírus e o cancelamento do Mobile World Congress.

Huawei Mate Xs

Com "apenas" uma média de 6 mil pessoas a ver a apresentação em direto, este foi, provavelmente, um dos piores lançamentos da marca (em nível de exposição) nos últimos anos.

Podemos dizer que a Huawei precisa de um milagre para continuar a batalhar na Europa. A introdução da App Gallery (substituto da Play Store) não elimina o facto de Apps como o Youtube não poderem ser instaladas nos seus smartphones. Pelo menos na altura de compra.

A Google já recomendou para não instalar APK's dos seus serviços Google nos smartphones da Huawei de forma a manter os seus utilizadores seguros. Resta à Huawei contornar um dos piores cenários que a empresa se deparou nos últimos anos.

Editores 4gnews recomendam:

1 comentário
Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.