Huawei Mate 8 4gnews28

É já daqui a pouco mais de duas semanas que a Huawei planeia apresentar o seu último grande smartphone para 2016. Estou, obviamente, a falar do novo Huawei Mate 9, o mesmo que ainda há poucas horas te demos a conhecer o seu aspeto físico, isto segundo Evan Blass.

Vê também: LG V20: Será que sobrevive ao teste de tortura?

   

Contudo, é imperativo voltarmos ao assunto pois surgiram agora novas informações, desta feita referentes ao possível Huawei Mate 9 Pro. Não há muito tempo atrás, surgiu o rumor de que a Huawei poderia vir a apresentar duas versões deste seu novo phablet, sendo que uma delas iria contemplar um ecrã curvo, semelhante ao que a Samsung já fez e a Xiaomi irá fazer.

mate9pro-930x1295

Pois então, ao que tudo indica, a tal versão com ecrã curvo irá mesmo existir e será chamada de Mate 9 Pro. Mas as diferenças entre o modelo dito normal e o modelo Pro do novo phablet da Huawei não se ficarão apenas pelas curvaturas no seu ecrã. Também a sua resolução será distinta.

A constante entre os dois modelos será então a sua dimensão, 5.9 polegadas. Contudo, o Huawei Mate 9 Pro terá uma resolução Quad-HD, ao passo que o Huawei Mate 9 terá uma resolução de apenas Full HD.

Uma das justificações para esta diferenciação parece ser a sua compatibilidade com a plataforma Daydream da Google, ou seja, Realidade Virtual. Isto porque um equipamento de tamanha dimensão, com uma resolução FHD, iria apresentar uma visualização onde se notariam certamente os pixels. Mas isto deixa-nos então subjacente a conclução de que o modelo normal não será compatível com VR e o modelo Pro já o será.

Não poderá ser isto encarado como uma forma indireta de querer forçar o consumidor a optar pela versão Pro? Mas então se tivermos em conta os rumores que davam conta de que o modelo com ecrã curvo seria um exclusivo Chinês, não poderemos então entrar pelo campo de uma certa discriminação para com o restante do globo, só porque o equipamento é muito semelhante ao agridoce Samsung Galaxy Note 7?


As restantes especificações deverão manter-se equivalentes entre ambos os modelos, ou seja, um processador Kirin 960, 6GB de memória RAM, uma memória interna que poderá variar entre os 64GB e os 256GB, sem esquecer ainda a dual-camera traseira concebida com a participação da Leica. Tudo será esclarecido no próximo dia 2 de novembro, em Munique.

Talvez queiras ver:

Google Pixel XL: Construção modular é uma obra-prima de engenharia

LG G6 deverá deixar de parte a filosofia modular do LG G5

Reebok Liquid Speed: As sapatilhas do futuro são desenhadas a 3D