huawei-mate-9-1
Alegado Mate 9

A maior parte dos smartphones de 2016 já sairam para o mercado, mas a Huawei ainda tem uma carta na mão, um trunfo que poderá ser ouro depois do desaire do phablet Note 7 da Samsung.

Vê ainda: Samsung Galaxy S8 poderá chegar com um design totalmente diferente

O Huawei Mate 9 deveria ter sido apresentado na MWC em Berlim, algo que não aconteceu, por isso estamos certamente a poucos dias do lançamento oficial.

   

Rumores referem que o terminal será revelado pela empresa Chinesa a dia 19 de outubro e se para já ainda não estás entusiasmado com o novo phablet da empresa vou-te dar algumas razões para a tua opinião mudar.

Primeiro podemos esperar especificações de topo como por exemplo o processador Kirin 960 com 4GB de RAM e ainda um ecrã de 5.9″ polegadas FHD, mas o mais interessante cairá certamente nas outras característica.

Huawei P9 4gnews

A Huawei deverá revelar novamente um parceria com a Leica para nos dar um segmento de dual-câmaras na parte traseira do Mate 9. De acordo com as informações, teremos uma câmara com 20MP principal e uma de 12MP que apoiará em pormenores que o P9 já oferece.

A cereja no topo do bolo é o carregamento rápido. Se estes rumores estiverem certos, o Huawei Mate 9 conseguirá carregar 50% da autonomia em apenas 5 minutos. e pelo tamanho do smartphone deveremos estar a olhar para no mínimo 4000 mAh de bateria no total.

Claro que tudo isto não passam de rumores, por isso deita aquela dose de sal necessária. Acredito que esta seja a oportunidade que a Huawei vinha a procurar à muito tempo, vamos ver se a consegue aproveitar.

Talvez queiras ver:

iPhone 6 Plus explodiu enquanto carregava com adaptador oficial

CEO da Xiaomi diz que o Mi Note 2 trará uma surpresa

Nokia D1C mostra algumas das suas especificações no AnTuTu

ViaPhonearena
FonteWeibo
Fundador do projeto 4gnews, sempre olhei para a tecnologia como um pedaço de nós. Desde cedo ligado ao mundo tecnológico, este é literalmente o meu trabalho de sonho. Amante de vinho e apaixonado pelo meu Vit. Guimarães, acredito ainda que todas as nossas acções são o gatilho para o nosso futuro.