Huawei Mate 20 Pro: Valerá a pena pagar mais de 1000€?

Rui Bacelar
Huawei Mate 20 Pro Android Pie
Acredita-se que este seja o aspecto real do próximo dispositivo Android.

É já no próximo dia 16 de outubro que ficaremos a conhecer os novos topos de gama Android da 2ª maior fabricante mundial de dispositivos móveis. Por conseguinte, serão nessa data que chegarão os Huawei Mate 20 Pro bem como o Mate 20 standard.

Em primeiro lugar, toda e qualquer informação aqui avançada deve ser interpretada na qualidade de rumor. Por conseguinte, aconselho todo e qualquer leitor a interpretar estas linhas com uma saudável dose de cepticismo. Sim, só com a sua apresentação oficial é que podemos afastar todas as dúvidas.

Vê ainda: Android Pie ainda não é expressivo devido ao crescimento da versão Oreo

Ainda assim e em segundo lugar, é altamente provável que o Huawei Mate 20 Pro custe mais de 1000€ em Portugal e nos demais mercados. Aliás, basta olhar para o alinhamento de 2017 para constatar a alta probabilidade do preço sugerido.

Posto isto, será que este dispositivo Android justificará a pesada etiqueta que deverá envergar? A resposta imediata seria um não. Os preços são cada vez mais altos, roçando até o absurdo. Todavia, os consumidores continuam a aderir em massa aos novos lançamentos isto leva-me a concluir que as empresas fazem bem ao subir a fasquia.

O que nos reserva este duo de smartphones Android?

Afinal de conta não estamos aqui a falar de instituições sem fins lucrativos mas sim de empresas que buscam o lucro. Por conseguinte e sendo a Huawei a 2ª maior fabricante mundial de dispositivos móveis, olhando para a sua "concorrência" vemos que este preço é plausível. Em primeiro lugar temos o Samsung Galaxy Note 9 bem como toda a nova geração de iPhones da Apple. De fato, todos eles custam mais de 1000€, portanto não poderá a fabricante chinesa solicitar tal maquia? Sem dúvida que sim!

Huawei Mate 20 Pro Android
Muito em breve ficaremos a conhecer a próxima geração de dispositivos moveis desta fabricante Android.

Contextualizando o leitor, quando nos referimos a um produto da linha "Mate" pensamos sempre no supra-sumo desta marca. Isto é, no seu topo de gama, flagship, carro-chefe, etc. Em suma, tudo o que de melhor a marca consegue fazer em determinado momento.

Por conseguinte podemos falar também em tecnologias inovadoras, se bem que este adjectivo já tenha sido banalizado. Aliás, hoje em dia todo e qualquer incremento é apelidado de "inovador" e "surpreendente".

Kirin 980 será o processador dos Huawei Mate 20

Ainda assim, há na Huawei ingredientes para um ótimo topo de gama Android, sobretudo se deres primazia à qualidade fotográfica. Aí sim, os atuais dispositivos Huawei já brilham e tudo indica que os novos Huawei Mate 20 Pro e e Mate 20 vejam dar continuidade à tradição. Veja-se o atual Top da DxOMark.

Em segundo lugar podemos também pensar na linha de processadores próprios da fabricante chinesa. Por outras palavras, os seus motores ou chipsets. Por conseguinte, o Kirin 980 como sendo o atual chip de topo no seio da Huawei.

Android Honor Huawei Mate 20 Pro Android
Os próximos topos de gama Android da tecnológica chinesa já terão este SoC.

Tratando-se de um "motor" fabricando segundo a litografia a 7nm, poderá inclusive ser um rival à altura do Apple A12 Bionic. De maneira idêntica, será tão ou mais capaz do que o Snapdragon 845 da norte-americana Qualcomm bem como o Exynos 9810 da Samsung.

Olhando com mais atenção para este "coração", em primeiro lugar o Kirin 980 não é o primeiro processador baseado no processo de fabrico a 7nm. Todavia, será o primeiro da Huawei a estrear-se nos seus smartphones Android e contamos com várias melhorias.

Estas materializar-se-ão em mais velocidade, melhor performance e menor consumo energético. Cumpre ainda salientar que o Kirin 980 conta com 6,9 mil milhões de transistores por centímetro quadrado, aqui a título de curiosidade.

Android Pie com a interface EMUI 9.0 nos próximos Huawei

Em segundo lugar podemos destacar também o novo núcleo dedicado à inteligência artificial, o NPU de 2ª geração. Isto bem como a nova tecnologia de aceleração gráfica, a GPU Turbo, uma excelente novidade para todos os gamers por aí fora.

Retomando o processador como ponto de atenção, o Kirin 980 é composto por um total de 8 núcleos de processamento. Aqui temos 4 núcleos de alta performance da ARM, os Cortex-A76. Serão utilizados para as tarefas mais exigentes como os jogos.

Temos também outros 4 núcleos dedicados às tarefas menos exigentes, estes menos potentes mas muito poupados. Por conseguinte esperamos que também a autonomia de bateria seja ainda melhor nos Huawei Mate 20 Pro e Huawei Mate 20.

Kirin 980 Huawei Mate 20 Pro Android
Este "pequeno" chipset promete grandes melhorias na performance.

Já com o intuito de reforçar o departamento gráfico, importa ainda citar a nova GPU da ARM. Isto é, a nova placa gráfica, a Mali-G76 que deverá apresentar uma melhoria de performance na ordem dos 46%. Aqui bem como uma melhoria de 178% na eficência energética. Por outras palavras, consumirá menos energia e será mais poderosa.

A câmara tripla do Huawei Mate 20 Pro

Ao mesmo tempo, também a câmara fotográfica dos smartphones Android deve guardar algumas surpresas e novidades. Teremos também uma configuração tripla, tal como nos P20 Pro, todavia sem a lente tele-foto, isto segundo indicam os rumores.

Por conseguinte, nos Huawei Mate 20 deveremos encontrar agora uma lente grande-angular. Relembro também que no P20 Pro temos uma objectiva tele-foto de 8MP, um sensor de 40MP (RGB) bem como a monocromática de 20MP.

Huawei-Mate-20-Pro-9.jpgHuawei-Mate-20-Pro-10.jpg

Olhando para a câmara com mais atenção e segundo as fugas de informação, teremos em primeiro lugar um novo modo de zoom. Isto é, o chamado zoom inteligente que se deverá socorrer da inteligência artificial (IA). Aqui tal como foi sugerido no material publicitário divulgado antes da hora.

Huawei Mate 20 Pro trará o leitor de impressões digitais no ecrã?

Em segundo lugar podemos também citar a câmara frontal de 24MP no Huawei Mate 20 Pro. Por conseguinte, esta será também a câmara que deverá mediar o reconhecimento facial 3D. Sim, este será um dos métodos de desbloqueio do smartphone Android, segundo consta, em menos de meio segundo.

Esta mesma câmara poderá também ser utilizada para gravar vídeos com o efeito bokeh já aplicado. Isto claro, também se poderá aplicar às fotografias (selfies) com os próximos topos de gama Android.

Huawei Mate 20 Pro Android
A presença desta tecnologia é altamente provável no próximo topo de gama Android.

Em terceiro lugar cumpre também salientar a alta probabilidade de termos o leitor de impressões digitais embutido no ecrã. Isto é, a nova tecnologia de biometria com o leitor já embutido na tela do dispositivo móvel, libertando assim a traseira e a aresta inferior frontal.

Já com o propósito de alimentar todas estas "novidades" teremos uma bateria reforçada em capacidade e velocidade de carregamento. Nesse sentido apontas as fungas de informação, sugerindo uma célula de 4200mAh de capacidade no Huawei Mate 20 Pro.

8GB de RAM e 512 de ROM na versão de topo!

Todavia, o Huawei Mate 20 standard poderá trazer uma célula menor, de 4000mAh de capacidade. Ainda assim, é também sugerido um novo mecanismo / tecnologia de carregamento rápido.

Nesse sentido é nos dito que a bateria do Huawei Mate 20 Pro carregará 70% da sua capacidade em apenas 30 minutos. Isto deverá ser possível graças à tecnologia SuperCharge 2.0 que trará uma melhoria de 20% na rapidez de carregamento face à geração anterior, os Huawei Mate 10.

O que mais podemos esperar deste duo Android?

Justificar uma etiqueta superior a 1000€ atualmente é ingrato e não o poderia fazer de consciência tranquila. Todavia, se queres o melhor produto da Huawei então prepara-te para desembolsar uma bela maquia.

Huawei-Mate-20-Pro-9.jpgHuawei-Mate-20-Pro-10.jpgHuawei-Mate-20-Pro-6.jpgHuawei-Mate-20-Pro-11.jpgHuawei-Mate-20-Pro-12.jpgHuawei-Mate-20-Pro-13.jpgHuawei-Mate-20-Pro-14.jpgHuawei-Mate-20-Pro-15.jpg

Em suma, é provável que vejas mil e uma publicações a justificar este valor. E com boas razões para tal, no momento em que o deixarem de fazer podem ver certas portas a fecharem-se.

Todavia, é certo que este duo de smartphones Android reunirá em si tudo o que de melhor a marca é capaz de fazer. Nesse sentido e olhando para os preços atualmente praticados pela concorrência é fácil compreender este valor.

Se pessoalmente investiria esta quantia num dispositivo móvel? Não - daqui a um ou dois anos já ninguém se lembra dele. Se vale a pena? Isso fica ao teu critério.

Editores 4gnews recomendam:

Lenovo trará o verdadeiro concorrente ao Huawei Mate 20 Pro

Estas serão as opções de memória do Huawei Mate 20

Huawei Y9 Plus tem especificações reveladas

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.