Huawei Mate 10 está cada vez mais longe dos Estados Unidos da América

Rui Bacelar
Huawei Mate 10 Ok Google Android
O topo de gama da fabricante chinesa está cada vez mais longe das operadoras norte-americanas.

2018 não começou da melhor forma para a 3ª maior fabricante mundial de dispositivos móveis. A Huawei e o seu Huawei Mate 10 Pro veriam as suas tentativas de entrada no mercado norte-americano através das operadoras a serem subitamente frustrados. O assunto já havia sido aqui discutido várias vezes na 4gnews. Agora, a fabricante chinesa recebe mais uma má notícia.

Depois da AT&T ter recusado o negócio, segundo fontes citadas pela Bloomberg, a operadora Verizon confirma agora que deixou cair por terra qualquer intenção de venda de smartphones Huawei. As chances de vender o seu Huawei Mate 10 Pro no 3º maior mercado mundial de dispositivos móveis, através das operadoras, são ínfimas.

Vê ainda: 22 aplicações gratuitas na Google Play Store para o teu Android

Em primeiro lugar, porque é que temos dado tanto destaque à distribuição dos smartphones pelas operadoras? Ora, segundo algumas fontes, o comércio de smartphones através das operadoras representa cerca de 90% de todos os dispositivos móveis vendidos em solo norte-americano.

Desta forma compreendemos rapidamente aquilo que a Huawei perderá ao não distribuir o seu novo Huawei Mate 10 Pro através destes canais. Tudo isto devido às pressões políticas que obrigaram a Verizon a cessar a colaboração com a Huawei devido a preocupações com a segurança. Agora, corrida pela implementação das velocidades 5G continua...

Huawei Mate 10 Pro tão cedo não chegará às operadoras americanas

"A próxima geração de comunicações sem-fios (wireless) terá um enorme impacto na economia e implicações na segurança nacional". Declarações de Michael Wessel, membro integrante de uma comissão de revisão das relações entre os Estados Unidos da América e a China. "A participação da China na definição dos novos padrões e a venda de equipamentos levanta muitas preocupações com a segurança nacional. Algo que exige uma resposta imediata e rigorosa".

Huawei Mate 10 Pro Microsoft
O dispositivo, topo de gama da marca, estará nos Estados Unidos em lojas físicas como a da Microsoft, entre outras.

As preocupações governamentais com o risco de espionagem são bem reais. Aliás, foram o principal entreva à entrada e distribuição do Huawei Mate 10 Pro nas operadoras norte-americanas. Note-se que a "culpa" não é imputada ao Huawei Mate 10 em si mas sim à corrida pelo 5G.

Sendo a Huawei uma das principais concorrentes para a implementação deste novo sistema de redes, é normal que o governo norte-americano queira precaver a posição das operadoras americanas como a AT&T e a Verizon. Estas últimas também planeiam começar a disponibilizar soluções 5G já no final deste ano.

Em suma, o risco de ameaça à segurança nacional que paira sobre a Huawei acabou por comprometer os seus planos de distribuição do Huawei Mate 10 Pro. Algo que dificilmente mudará com a administração Trump. Esta, considera a nacionalização da criação de um sistema 5G, medida que seria prontamente recusada na passada segunda-feira.

E tu, tens um destes dispositivos?

Assuntos relevantes na 4gnews:

Android. OnePlus 5T e OnePlus 5 recebem nova atualização Open Beta

Xiaomi Redmi 1s recebe a MIUI 9 baseada no Android KitKat

Apple – iOS 12 será mais focado na fiabilidade do que em funcionalidades

Fonte | Via

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.