Huawei Mate 10 contará com uma das maiores baterias do mercado

Carlos Oliveira
Huawei Mate 10
Assim poderá ser o novo Huawei Mate 10

O novo Huawei Mate 10 e as suas variantes estão mesmo aí à porta. Têm sido inúmeras as informações que nos têm chegado acerca deste equipamento, quer por via das habituais fugas de informação, quer mesmo por via da própria Huawei que não se tem coibido de aguçar a nossa curiosidade.

Um dos principais pontos característicos da linha Mate está nas suas baterias. Estes equipamentos, dadas as suas dimensões mais avultadas, têm sido portadores de células de grandes dimensões. Para os que se batalham para chegar ao final do dia com carga no seu smartphone, esta é uma linha a ter em conta.

Vê ainda: Nokia 8 mostra-se sólido em conhecido teste de sobrevivência

Assim sendo, uma das mais recentes novidades inerentes ao novo Huawei Mate 10 tem mesmo que ver com a capacidade da sua bateria. Com recurso ao Twitter, foi a própria marca que nos dá a entender que a nova linha Mate contará com uma bateria de 4000mAh.

Se este é um valor que não é uma novidade - os seus antecessores já contam com células semelhantes -, é quando olhamos para a sua concorrência que as coisas se tornam promissoras para este equipamento.

Confirma-se que o Huawei Mate 10 poderá ser um recordista em termos de autonomia

Alguns dos principais concorrentes do novo Mate 10, como o Samsung Galaxy Note 8, Apple iPhone X ou o novíssimo Google Pixel 2 XL possuem baterias de menores dimensões. A capacidade de qualquer bateria não é o único influenciador da autonomia de um smartphone mas é, obviamente, o primeiro passo a ser dado.

Na mesma altura que ficamos a conhecer a capacidade da bateria dos Huawei Mate 10, há algo mais que se mostra digno de menção. A empresa chinesa registou a marca U. Sim, uma simples letra que deverá estar relacionada com a tão prometida Inteligência Artificial deste equipamento.

Isto porque na descrição deste registo pode ler-se o seguinte: "Software e aplicações para gerir equipamentos de casas inteligentes". Sendo mencionado casas inteligentes, abre-se uma porta para um leque alargado de possíveis funções. No entanto, é quase imperativo ligá-la à tão badalada nova Inteligência Artificial da Huawei.

Mais uma vez se demonstra que a Huawei está a "apostar as fichas todas" no seu próximo produto. Será a empresa capaz de nos apresentar algo verdadeiramente revolucionário? Ou, por outro lado, não passará tudo de uma mera estratégia de marketing? Deixa-nos a tua opinião.

Outros assuntos relevantes:

LG – Quando e a quais smartphones chegará o update para Android Oreo?

Ulefone Mix já está em pré-venda por um preço bem em conta!

Spotify e Apple Music acabaram com o Groove Music da Microsoft

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.