Huawei - Em 2020 a Honor quer dominar o 2.º maior mercado mundial

Rui Bacelar
Honor View 10 Kirin 970 Huawei mercado mundial
O novo smartphone View 10 estará disponível em alguns mercados europeus, não em Portugal.

Se neste momento é a Xiaomi que ocupa o 1º lugar enquanto maior construtora de dispositivos móveis na Índia, o 2º maior mercado mundial. Lugar que divide com a Samsung, com mais de 9.2 milhões de smartphones vendidos no 3º trimestre de 2017, até 2020 a sub-marca da Huawei, a Honor quer alcançar este pódio. Para tão ambicioso objectivo a construtora chinesa já definiu uma estratégia. Agora, está na altura de saberem ao certo quais são os planos da Honor.

Vê ainda: Xiaomi Redmi 5 e 5 Plus são uma autêntica lição de humildade da Xiaomi

Com efeito, apesar de neste momento e segundo os dados da IDC a Xiaomi ser a principal marca neste enorme mercado principal, até 2020 o objectivo da Honor é claro. A Huawei quer chegar ao pódio na Índia e para tal fará com que os seus dispositivos da sub-marca Honor sejam bem recebidos neste mercado que já ultrapassou o dos Estados Unidos da América.

Huawei quer ver a sua sub-marca, Honor, a subir ao pódio na Índia

É um objectivo extremamente ambicioso mas é certo que a Huawei tem todas as condições para pelo menos chegar ao Top 3 neste espaço de tempo.

Veja-se, por exemplo a Xiaomi, há 3 anos atrás, no 3º trimeste de 2014, vendeu 100 mil smartphones. Neste último trimestre já vendeu 9.2 milhões de smartphones naquele país. A taxa de crescimento é quase surreal. Algo que não passou despercebido à sua rival chinesa.

Agora, George Zhao, o atual presidente da Honor afirmou no início da semana a sua estratégia. Fazer chegar vários dos seus smartphones mais económicos ao grande mercado indiano. Dispositivos que não ultrapassem os 155$ para que se insiram automaticamente no segmento mais procurado neste 2º maior mercado mundial.

mercado mundial Huawei Honor View 10 Honor 7X
Chegou um magnífico smartphone da Honor, o V10 que se estreará na Índia em janeiro

É exatamente nesta faixa de preços onde a Xaiomi domina, com as suas várias ofertas, todas elas muito em conta. Não mais de 155 dólares, esta é a nova cifra dourada para a Honor e, consequentemente, para a casa-mãe, a Huawei.

A Honor lançou recentemente o Honor 7X na Índia e a marca não perdeu tempo em frisar que todo o smartphone foi feito na Índia. As unidades vendidas na Índia serão construídas nesse mesmo país, estratégia que tem surtido efeito com outras marcas, principalmente a atual líder, Xiaomi.

Honor apostará nos smartphones "Made in India"

Também o mais potente Honor View 10 (Honor V10) que chegará a este mercado mundial no dia 8 de janeiro será construído em solo indiano. Mais uma vez, para atingirem o seu ambicioso objectivo para 2020, a estratégia contará também com a iniciativa "Made in India".

Nos últimos anos são cada vez mais as fabricantes a aperceberem-se da importância do mercado indiano. E não é para menos! Se neste momento já são o 2º maior mercado mundial representam automaticamente um enorme potencial para escoamento do produto. Possuem uma imensa mão-de-obra disponível e são cada vez mais receptivos aos produtos tecnológicos.

Com efeito, os principais vetores da estratégia desta sub-marca da Huawei assentam na aposta em smartphones económicos. A isto se alia a estratégia de construção em solo indiano. Desta forma a Honor espera começar a ser reconhecida naquele país para, gradualmente se tornar numa marca referência.

Aliás, tal como avança a publicação AndroidHeadlines, espera-se que o Honor 7X e View 10 cheguem a este mercado com um preço mais competitivo do que no resto do mundo. A chegada às lojas do View 10 está agendada para o dia 8 de janeiro. Aí saberemos se a estratégia da marca passará mesmo pela redução agressiva dos preços.

Índia é o 2º maior mercado mundial

É de salientar ainda que a Honor tem perfeita noção do estado deste mercado mundial. Aliás, alguns analistas descrevem-no como ultra-competitivo.

Sabe quais são os principais "jogadores" principais e quais são as suas estratégias. Conta com uma forte infra-estrutura e com todo o know-how da Huawei, a maior marca no mercado chinês e a 3ª maior construtora a nível mundial. A Huawei chegou até a ultrapassar a Apple, no 2º trimestre de 2017 segundo a IDC.

mercado mundial Huawei Honor V10 smartphone Kirin 970
A sub-marca da Huawei está de olhos postos no 2º maior mercado mundial

Neste momento o duelo disputa-se entre a Samsung e a Xiaomi. Depois de anos de domínio incontestado, a gigante sul-coreana enfrenta agora a crescente ameaça das empresas chinesas. As atenções voltam-se cada vez mais para este país.

Estas, sem qualquer receio de baixar o preço de venda dos seus produtos para, numa fase inicial, ganharem a preferência do público. Aliás, poderão sem dúvida ameaçar a posição da Samsung. Aliás, esta é a realidade na Índia, um mercado cada vez mais crucial. Em suma, o preço baixo é a sua rampa de lançamento.

É o 2º maior mercado mundial e é muito apetecível para a sub-marca da Huawei

Para George Zhao, a Índia é "muito, muito importante" e "especial". Sugerindo que as ambições da Honor para este país estão a aumentar. Apesar de neste momento as restantes construtoras estarem muito longe da percentagem de mercado detida pela Xiaomi e Samsung. Isso pode mudar.

Este é um dos mercados que não demonstra qualquer sinal de saturação. Algo raro hoje em dia. Posto isto, é normal que se torne num alvo cada vez mais apetecível para qualquer construtora que queira crescer. E quem é que não quer?

Esta peculiar situação do mercado indiano criou uma autêntica guerra de preços baixos entre as construtoras. Até agora, só a Samsung e a Xiaomi aguentaram o ritmo. Resta saber até que ponto é que a Honor está disposta a investir neste mercado mundial. Os frutos podem ser enormes, disso não restam dúvidas.

Conseguirá a marca atingir este objectivo? Deixa-nos a tua opinião abaixo, nos comentários.

Assuntos relevantes na 4gnews:

WhatsApp Business – Tudo o que precisas de saber!

Motorola – Serão estas as primeiras imagens do Moto Z3 Ultra 2018?

OnePlus 5T – O smartphone com melhor relação qualidade / preço de 2017?

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).