Huawei vai em breve fazer frente à Google Assistant e Alexa

Vitor Urbano
Huawei AI Cube Google Home Amazon Echo 4gnews
A Huawei está a desenvolver uma nova concorrente à Google Assistant e Alexa | @AndroidAuthority

O mundo das assistentes virtuais tem apresentado um crescimento exponencial durante os últimos anos, continuando a ser dominado pela Google Assistant e Alexa. No entanto, parece que a Huawei terá também uma palavra a dizer.

Atualmente, a fabricante já tem a sua própria assistente virtual - Xiaoyi - mas é exclusiva para o mercado chinês. Por isso, fora deste mercado, continua a recorrer às assistentes da sua concorrência.

Vê ainda: Huawei Mate 20 dá uma tareia à concorrência na autonomia

No entanto, de acordo com recentes declarações de Richard Yu, a marca está a desenvolver uma assistente virtual destinada aos vários mercados internacionais. Yu afirma que nesta fase inicial, não tiveram outra alternativa a não ser utilizar a Google Assistant e Alexa para os seus dispositivos.

Mas, afirmou com grandes certezas que tem planos para no futuro trazer a sua própria assistente virtual para os mercados internacionais. Realçando que apenas precisam de mais tempo para desenvolver os seus próprios serviços de inteligência artificial.

Huawei trazer uma nova concorrente à Google Assistant e Alexa

Esta é uma missão bastante complicada para a fabricante, especialmente considerando os grandes avanços feitos no segmento de inteligência artificial por parte da empresa de Mountain View. Atualmente, em termos práticos, a Google Assistant parece ser a assistente que tem mais para oferecer aos utilizadores.

Nem mesmo a Alexa, da gigante Amazon, consegue apresentar argumentos para fazer frente à feroz competição. No entanto, não nos podemos esquecer que a Huawei tem conseguido grandes feitos também no que respeita às capacidades de inteligência artificial dos seus smartphones.

Google Assistant Portugues 4gnews Huawei Alexa

Ainda que não se saiba ainda quando é que a Huawei pretende avançar com este ambicioso projeto. É quase garantido que irão chegar com um produto bastante sólido. Isto porque não faria sentido arriscarem lançar uma assistente virtual que funcione a "meio gás".

Entretanto, não nos podemos esquecer também os grandes problemas que a fabricante está a atravessar no mercado norte-americano. Certamente que a sua exclusão de um dos mais importantes mercados mundiais não vai ajudar à expansão de uma nova assistente virtual.

Editores 4gnews recomendam:

Google já tem substituta à Google Assistant para o Android na Europa

Google Keep vai a receber desejada interação com a Google Assistant

Huawei prepara-se para mostrar o seu primeiro smartphone dobrável

Via

Vitor Urbano
Vitor Urbano
Sempre de mão-dada esteve a tecnologia, o desporto e o mundo gaming. Por isso, se não estiver a escrever sobre o que de novo há no mundo da tecnologia, o mais provável é estar a jogar uma partida de Ultimate Team no FIFA 19.