Huawei mostra-nos dois exemplos de esperança para o "mundo" Android

Rui Bacelar
Huawei Mate 10 ProAndroid
A fabricante chinesa está perfeitamente a par das tendências no mundo Android ©reuters

Tendências da tecnologia para 2018. O rumo do "mundo" e mercado mobile Android parece encaminhar-se cada vez mais para factores chave como a Inteligência Artificial (IA). Compreendida por muitos como apenas um chavão de marketing, a Huawei quer tornar o acesso à IA mais simples, fácil, convencional e acessível a qualquer tipo de consumidor.

Para tal, a marca lançou uma campanha que quer explicar isso mesmo. O que é a Inteligência Artificial, como pode mudar o mercado Android e de que forma podem os consumidores dela tirarem proveito. Aproveitou também, pois claro, para dar a conhecer o seu topo de gama Android, o Huawei Mate 10 Pro.

Vê ainda: Huawei Mate 10 Lite sem hipóteses perante um Honor View 10?

A primeira das tendências de tecnologia para 2018 é muito simples. Os telemóveis inteligentes são a nova Era. Aliás, está na hora de passar-mos a chamar-se smartphones e não telemóveis. Agora que até o Nokia 3310 (2017) tem uma nova edição 4G. Voltemos as nossas atenções para a Huawei e para os seus dispositivos Android.

Peter Gauden é o Global Senior Product Marketing Manager da Huawei e acredita que o futuro dos smartphones reside na sua proatividade, tornando o impossível possível. Um credo bastante audaz e verdade seja dita, só assim é que a tecnologia, o mercado Android (e o mundo) podem avançar.

Não é telemóvel. É smartphone e já é dotado de Inteligência Artificial

"A IA está a ajudar a tornar os nossos smartphones em companheiros. Fazendo com precisão o que queremos e quando queremos. Fornecendo exatamente as informações e experiências corretas no momento certo. A Huawei já criou a primeira geração de smartphones verdadeiramente inteligentes que, por sua vez, ajudarão a oferecer uma oportunidade aos empreendedores de encontrarem novas e inovadoras capacidades de processamento. À medida que continuamos a entender o que a IA pode fazer, tornar as nossas vidas mais fáceis do que nunca será menos reativo e mais pró-ativo ". Aqui, é notória a referência ao novo flagship Android.

1- IA: A próxima fronteira da moda e do mundo Android

Monica Calicchio, fundadora da primeira marca de moda tecnológica - TailorItaly. Calicchio acredita que as tecnologias emergentes darão origem à experiência de compras mais personalizada de sempre.

Mónica Calicchio Huawei Android

"A introdução do comércio eletrónico mudou a maneira como os consumidores compram para sempre. Agora, graças à Inteligência Artificial (IA), Realidade Virtual (RV) e Realidade Aumentada (RA), as compras online estão a mudar de novo. Veremos as grandes marcas de moda integrar a tecnologia RV e RA na experiência de compras online. Permitindo que os clientes experimentem roupas em qualquer lugar. Tudo o que precisam é de um smartphone. A IA também irá mudar massivamente as interações dos clientes na loja e na internet.

Ao aprender com os dados do cliente, a IA irá fazer recomendações personalizadas para cada cliente, adaptando roupas de acordo com uma variedade de critérios. Incluindo aqui a forma do corpo, estilo e preferência pessoal.

A TailorItaly é uma plataforma online que permite que as pessoas personalizem a moda italiana tradicionalmente criada para torná-la própria. Monica Calicchio é embaixadora da Huawei graças à campanha do Huawei Mate 10 Pro, “I Am What I Do”.Os consumidores já estão a exigir essas experiências habilitadas para a IA.

Do mundo da moda para o mundo Android

Com aplicações móveis que recomendam novas bandas para ouvir ou novos restaurantes para experimentar. A moda é o próximo passo. Em contrapartida, os consumidores receberão uma experiência de compra perfeita que se adapta ao seu estilo de vida. Assim como a tecnologia deles. "

2- Tecnologia avançada, o sistema Android e a Huawei encontra a natureza

Timothée Boitouzet, fundador e CEO da start-up CleanTech, WOODOO. Cujo portfólio de clientes abrange vários setores, incluindo as indústrias de luxo, automóvel e de construção. Timothée prevê que a procura dos consumidores por materiais com recursos sustentáveis é a próxima tendência. Isto a seguir à moda da comida saudável.

Timothée Boitouzet Huawei Android

"Num mundo cada vez mais limitado de recursos, é vital que nos voltemos para as tecnologias emergentes. Isto a fim de utilizar os materiais naturais que temos e colocá-los em funcionamento na nova onda de equipamento. Já para 2018.

Já houve desenvolvimentos interessantes em que utilizamos materiais antigos, como a madeira, para lidar com os desafios do futuro e a forma como industrializamos esses materiais. Algo em que iremos aumentar o financiamento para o próximo ano.

Em 2018, veremos um aumento nas marcas da CleanTech, que entram no mercado e que procuram entender melhor como usar os nossos recursos naturais. Sempre de forma sustentável e garantir que estejam equipados para a Era da tecnologia.

Da natureza para o mundo Android e da tecnologia com a Huawei.

Enquanto isso, as maiores marcas tecnológicas irão investir muito em projetos de I&D que procuram abordar os mesmos problemas. Mas isso não será apenas um imperativo para as marcas. Os consumidores esperam recursos naturais e limpos. Assim como a onda de alimentação saudável e orgânica que veio antes. As tecnologias limpas tornar-se-ão na próxima tendência do consumidor ".

A WOODOO é uma start-up da CleanTech, que recebeu já vários prémios, e que se dedica à alteração da composição molecular dos recursos naturais para os preparar para a quarta revolução industrial. Timothée Boitouzet é um embaixador da Huawei graças à campanha do smartphone Android, o Huawei Mate 10 Pro, “I Am What I Do”.

E tu, tens algum dispositivo Huawei?

Assuntos relevantes na 4gnews:

Samsung Galaxy S9 vs Galaxy S8 – Diferentes apenas no preço?

Samsung Galaxy S8 vs OnePlus 5T numa comparação bizarra

Xiaomi continua expansão pela Europa chegando agora à Roménia

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).