Huawei está em maus lençóis nos Estados Unidos da América

Filipe Alves
Huawei P20
Aproxima-se a data que marcará o início do maior desafio enfrentado pela tecnológica @Forbes

A Huawei já tenta uma entrada no mercado norte-americano há alguns anos. A empresa chinesa sabe que vender smartphones apenas não chega. Existe a necessidade de encontrar acordos com as operadoras do país deforma a enaltecer o seu nome. Com a chegada do muito falado Huawei P20, esta vontade aumenta.

O mercado norte-americano não é tão simples quanto o europeu. Na Europa qualquer smartphone que ofereça uma boa qualidade/preço é vendido de uma forma fantástica. Por isso é que o OnePlus é bem sucedido aqui, a Xiaomi também e até a Huawei.

Vê ainda: Passatempo: Não percas tempo e ganha um Apple iPad Air

Nos EUA os compradores esperam por promoções com os seus operadores móveis de forma a conseguir um "deal" que lhes valha uma bom preço mensal. Um pack com suficiente de internet, chamadas e mensagens.

Depois da Huawei ter anunciado uma parceira com a AT&T, que se revelou fracassada dias depois, o governo norte-americano continua a pressionar as operadoras de forma a excluir a Huawei e outras empresas chinesas do país.

Huawei continua sem chegar a acordo com as operadoras americanas

A proposta de lei elaborada para aprovação sugeria que marcas como a Huawei, ZTE e as suas sub-marcas fossem excluídas do país face ao receio e de espionagem para o governo Chinês.

A Huawei respondeu que essas criticas não tinham fundamento e que tudo não passada de problemas políticos em quais a marca não queria estar envolvida.

Contudo, mais do que nunca, a Huawei está no centro das atenções dos norte-americanos. O congresso está sob pressão face às acusações que, alegadamente, se fundamentam em relatórios da CIA, NSA e FBI.

O governos Chinês já se pronunciou sobre o assunto indicando que em nada os americanos se devem preocupar. Referiu ainda o exemplo da Apple, que é uma das marcas com mais presença no seu País e que não existe esse receio.

A verdade é que esta história ainda está a começar. Marcas como a OnePlus e Xiaomi já mostraram o interesse por entrar no mercado de Trump, contudo, até que tais situações se resolvam, duvido que tal aconteça.

Conseguirá o Huawei P20 entrar no mercado americano?

O próximo topo de gama, Huawei P20, poderá ser apresentado na Mobile World Congress já no próximo mês. Uns referem que o P20 chegará depois da feira, de forma a evitar a concorrência do Galaxy S9, outros acreditam que a marca chinesa não terá de medo de olhar a concorrência de frente.

Tal como o Mate 10 Pro, espera-se que o Huawei P20 nos venha a dar capacidades topo de gama e um design irreverente. A marca asiática sabe que é imperativo que o seu futuro Huawei P20 entre no mercado americano para ter sucesso mundial, mas conseguirá?

Assuntos relevantes na 4gnews:

24 aplicações gratuitas na Google Play Store para o teu Android

“Bright”, original Netflix – Quando é preciso lutar pela própria vida

Xiaomi Mi Max 3 com câmara dupla, chegará em breve com a MIUI 9

Fonte | Via

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.