Huawei confirma lançamento de dois smartphones com Android, mas só em África

Carlos Oliveira
Comentar

Num email enviado ao site Android Authority, a Huawei confirma o lançamento de dois novos smartphones com o Android totalmente licenciado. Isto significa que estes modelos chegarão ao mercado com todos os serviços Google operacionais.

Os modelos em questão serão os Huawei Nova 5T e Huawei Y9 S. Tratam-se de atualizações incrementais dos seus antecessores que irão combater no mercado de gama média. No entanto, estes apenas estarão disponíveis nos mercados sul-africanos.

Ambos serão apresentados até ao final do ano e "continuarão a ser suportados pela Google", diz a Huawei. Uma afirmação arrojada depois dos acontecimentos desta semana que envolvem as duas empresas.

Google diz que não irá licenciar o Android para o Huawei Mate 30

Na passada quarta-feira, foi noticiado que a Google não irá licenciar o Android para os vindouros Huawei Mate 30. Tal implica que os próximos topos de gama da chinesa não poderão ser lançados com a versão oficial deste sistema operativo, nem qualquer um dos serviços Google.

Agora, a Huawei vem afirmar que irá conseguir essa acreditação para dois modelos intermediários a serem apresentados até ao final do ano. Adicionalmente, temos o facto de os conseguir lançar, desse modo, em África.

O banimento imposto pela administração de Donald Trump não tem restrições geográficas. Ou seja, as suas consequências não estão dependentes de um determinado país ou região.

Supostamente a Huawei não poderá lançar smartphones com o Android licenciado em nenhum mercado a nível mundial. Seja na China, na Europa ou África.

Fica então por perceber de que modo a tecnológica chinesa será capaz de contornar as restrições que enfrenta atualmente para colocar no mercado estes dois equipamentos, nos moldes que aqui refere. Uma coisa é certa, esta novela está longe de terminar.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.