Huawei conquista a confiança de Portugal mas perde a do mundo?

Rui Bacelar
Huawei 5G smartphone Android chinesa
A fabricante chinesa usufrui de uma boa recepção em Portugal e prepara-se para o 5G. ©Reuters

A fabricante chinesa, Huawei, enfrenta cada vez mais resistência por parte dos Estados Unidos da América e respectivos aliados. Ao mesmo tempo, também a Comissão Europeia advertiu os países da União para desconfiarem da Huawei e dos seus verdadeiros desígnios. Portugal? Não, aqui permanecemos fiéis a esta fabricante Android.

Entretanto, a diretora financeira (CFO) acaba de ser libertada no Canadá, ainda que sob fiança e caução, tal como aqui demos a conhecer. Em suma, o ano de 2018 acaba por ser um dos piores para esta fabricante Android que vai assim, perdendo a sua credibilidade.

Vê ainda: “Herdeira da Huawei” paga fiança milionária para poder sair da prisão

Em primeiro lugar importa ter em consideração que todo este clima de desconfiança é motivado pela próxima revolução das telecomunicações. A "corrida ao 5G", o padrão que substituirá gradualmente o 4G, área na qual a Huawei tem investido consideravelmente.

A credibilidade da chinesa Huawei é continuamente posta em causa. Em Portugal tal não sucede.

Nesse sentido, é a construção de toda uma nova infraestrutura de redes 5G sob a tutela da Huawei que está a preocupar as maiores esferas de poder mundial. De um lado temos a administração norte-americana que já baniu a marca do seu país. Aliás, estendeu esta posição hostil aos seus aliados, incitando-os a seguir o mesmo exemplo. A Austrália, a Nova Zelândia bem como o Japão. Nações que estão entre estes grandes aliados que se apressaram a seguir as recomendações norte-americanas. Todavia, também o Reino Unido firmou as rédeas, estando atualmente a escrutinar a Huawei. Nesse sentido podemos ver a recente peça da Reuters.

chinesa Portugal Estados Unidos da América EUA iOS mercado mundial smartphones China EMUI 9 Android Pie Xiaomi OnePlus Huawei P20 Plus Android Oreo EMUI 8 Huawei Mate 10 Pro Apple Huawei Android Smartphone EMUI
A fabricante chinesa enfrenta cada vez mais resistência em vários mercados ©reuters

Em suma, tanto a esfera norte-americana como a Comissão europeia exortam os países a desconfiar da Huawei. Sobretudo no que à entrega da rede 5G diz respeito, gerando-se assim um tenso clima de desconfiança para com a fabricante Android.

A fabricante Android quer investir na construção de redes 5G

Entretanto a mesma já se desdobrou em comunicados, refutando sempre toda e qualquer acusação de espionagem. De igual forma nega ter implementado ou estar a implementar qualquer tipo de backdoor nos seus chips. Possíveis portas para extração de informações pessoais dos seus utilizadores, aqui a mando do governo de Pequim.

E Portugal? Tipicamente complacente a nação lusa e o seu atual Governo não parecem alinhar neste clima de desconfiança. Ainda que a credibilidade da fabricante Android seja repetidamente posta em causa por várias entidades, por cá está "tudo bem".

Em segundo lugar, em Portugal o desenvolvimento de redes 5G ficará sobretudo entregue à Huawei bem como à Altice. Aliás, ambas as empresas firmaram uma parceria com vista a isso mesmo, o desenvolvimento de novas infra-estruturas para a rede móvel 5G.

Em terceiro lugar, questionado pelo Público face à escolha da Huawei como parceiro da Altice, o Governo de Portugal mostra-se complacente. "O Governo não interfere no conteúdo de acordos celebrados entre empresas". Excerto da resposta dada a este orgão da imprensa como justificação da sua postura perante a fabricante Android.

O executivo liderado por António Costa afirma ainda que, desde que sejam cumpridas todas as normas legais aplicáveis, tudo está bem. Desta forma, a chinesa Huawei encontra na nação de Portugal um porto seguro.

Editores 4gnews recomendam:

Huawei Enjoy 9: o novo smartphone Android com excelente bateria!

Huawei Nova 4: Novo vídeo revela o némesis do Samsung Galaxy A8s

Huawei Honor View 20: Imagens do formidável ecrã do smartphone

Fonte | via

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.