Huawei Band 3 Pro terá dificuldades em competir com a Xiaomi Mi Band 3

Vitor Urbano
Huawei Watch GT Huawei Band B3 Pro
Huawei Band 3 Pro terá dificuldades em concorrer com a Xiaomi Mi Band 3

Durante o evento de hoje em Londres, foi apresentada a nova Huawei Band 3 Pro. Esta promete ser uma das melhores 'smartbands' do mercado, com excelentes capacidades para monitorizar atividades físicas. No entanto, deverá ter grandes dificuldades em superar a Xiaomi Mi Band 3.

O segmento das 'smartbands' está bastante saturado, existindo imensas ofertas com preços extremamente competitivos. Na sua essência, estes wearables ganham popularidade graças à capacidade de monitorizar atividades físicas, design compato e preço extremamente acessível.

Vê ainda: Huawei Mate 20 Pro: O que há de novo no topo de gama Android?

A nova Huawei Band 3 Pro vai chegar ao mercado tendo como publico alvo os amantes das atividades físicas. No entanto, parece garantido desde já que irá ter uma tarefa bastante complicada.

No que respeita ao seu design, não há nada de negativo a apontar. Apresenta um aspecto que vai de encontro às linhas da sua concorrência, com um núcleo destacável e uma pulseira em silicone.

Huawei Band 3 Pro vai ter grandes dificuldades em competir com a Xiaomi Mi Band 3

No que respeita ao seu ecrã, vais poder contar com um AMOLED tátil de 0,95" polegadas com um brilho suficiente para ser visualizado sem problemas ao ar livre. Assim, este será muito provavelmente o seu ponto mais forte, considerando que é o calcanhar de Aquiles das restantes 'smartbands'.

A fabricante promete uma excelente autonomia, mas quando comparada com a Xiaomi Mi Band 3, parece não ser assim tão boa quanto isso. A Huawei Band 3 Pro vai conseguir aguentar 7 horas com GPS ativo numa só carga. Com um ecrã AMOLED, será difícil imaginar que mesmo sem o GPS ativo consiga chegar-se perto dos resultados da 'smartband' da Xiaomi.

Xiaomi Mi Band 3 por apenas 22€ aquiHuawei Band 3 Pro Xiaomi Mi Band 3

Por outro lado, quanto às suas funcionalidades, vais ter à disposição todas as habituais características deste tipo de wearables. Vais conseguir monitorizar o número de passos por dia, calorias queimadas, notificações do smartphone, controlo de batimento cardíaco, entre outras.

Não tendo sido especificado durante a sua apresentação, resta-nos esperar para ver se esta 'smartband' será capaz de monitorizar atividades físicas sem estar ligada ao smartphone. Uma vez que, na minha opinião, esse é o grande ponto fraco da Xiaomi Mi Band 2.

Por fim, certamente que o preço desta Band 3 Pro surge bastante elevado quando comparado com a concorrência. Quando começar a ser disponibilizada nos vários mercados, vai apresentar um preço de 99 euros. Bastante mais alto do que os habituais 20-25 euros da Xiaomi Mi Band 3.

Editores 4gnews recomendam:

Huawei Mate 20 RS é a prova de que design ‘premium’ não é para todos

Huawei muda a forma como pensa sobre a fotografia e segue a LG

Huawei Watch GT já é oficial, e surpreende com software único

Via | Links afiliados

Vitor Urbano
Vitor Urbano
Sempre de mão-dada esteve a tecnologia, o desporto e o mundo gaming. Por isso, se não estiver a escrever sobre o que de novo há no mundo da tecnologia, o mais provável é estar a jogar uma partida de Ultimate Team no FIFA 19.