Huawei já pensa depois do Android e começa a testar o Fuchsia OS

Filipe Alves

Huawei já pensa depois do Android e começa a testar o Fuchsia OSA Huawei é uma das que mais vende smartphones Android em todo o mundo, contudo, os rumores referem que o sistema Fuchsia OS será o futuro dos smartphones.

Embora as informações sobre este Fuchsia OS sejam muito escassas, tudo indica que será o sucessor da conhecida e popular plataforma Android.

Vê ainda: FuchsiaOS poderá ir além dos smartphones e PCs

Com o Fuchsia OS a Google deverá conseguir corrigir óbvios problemas que o sistema Android tem. Falo obviamente da fragmentação que existe no sistema. Os fabricantes continuam a falhar em atualizar a tempo e horas mesmo com a ajuda do project Treble que teoricamente facilita as atualizações de sistema dos smartphones.

Fuchsia OS é o futuro do sistema Android e a Huawei sabe disso

De acordo com as mais recentes informações, a Huawei já começou a testar o Fuchsia OS nos seus smartphones. Para ser mais preciso, no Huawei Honor Play.

Segundo o 9to5Google, engenheiros da Huawei começam a testar a compatibilidade do processador Kirin 970 no novo sistema da Google. As informações chegaram através de conversas internas entre engenheiros que confirmam a compatibilidade de Zircon com o Kirin 970.

Ainda que o Huawei Honor Play tenha sido o escolhido para testar o Fuchsia OS, temos de ter em conta que o Kirin 970 é dos processadores topo de gama mais utilizado pela empresa chinesa. O chip está embutido em smartphones como o Honor 10, Huawei P20, P20 Pro ou até no Honor View 10.

Embora isto não signifique que a Huawei trará o Fuchsia OS para os consumidores nos próximos tempos, reflete que existe um trabalho em tornar os seus processadores e smartphones compatíveis com o novo sistema da Google. Veremos se é para o ano que a empresa de Mountain View traz o Fuchsia OS de forma oficial.

Editores 4gnews recomendam:

Google permite um primeiro contacto com o FuchsiaOS através de um site

Project Treble: A solução da Google para a fragmentação do sistema

Xiaomi: O que vai acontecer ao serviço de desbloquear bootloader?

Fonte | Via

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.