Huawei agradece à Apple por lhe ter dado todas estas condições

Rui Bacelar
Apple Huawei AppStore Android Europa
A Huawei usufrui de uma posição cada vez mais dominante em vários mercados.@technode

A Huawei afirma-se vitoriosa em mais e mais mercados. Depois de orgulhosamente ter declarado que já vendou mais de 112 milhões de smartphones entre janeiro e outubro de 2017, agora, o seu fundador e presidente, Ren Zhengfei, agradece à Apple pelo triunfo da sua empresa.

Vê ainda: Xiaomi Mi 7 trará o Snapdragon 845 da Qualcomm e um belo ecrã OLED

Estas declarações foram feitas durante uma visita do presidente a uma das instalações de pesquisa e desenvolvimento localizadas no Japão, tal como avança o blog Technode e o blog Gizmochina.

Estas declarações surgiram no contexto da temporária subida à 2ª posição no ranking das maiores fabricantes a nível mundial de smartphones. Título que a Apple certamente recuperará durante este último trimestre com a intensa procura pelo Apple iPhone X.

Huawei está grata à Apple por várias das suas inovações

O fundador da Huawei terá ainda agradecido à Apple por ter aberto três grandes áreas do mundo da tecnologia. A primeira área citada foi a introdução do primeiro PC.

A segunda área mencionada foi a introdução da tecnologia de processamento de imagem da Apple. Por último, o presidente da Huawei mencionou ainda a introdução dos produtos iPhone e iPod Touch. Produtos que mudaram o mundo e a forma como lidamos com a tecnologia no nosso dia-a-dia.

Apple OPPO Xiaomi Huawei IDC 1
O mercado chinês revela-se particularmente duro para a empresa liderada por Tim Cook

O senhor Ren Zhengfei admitiu que a Apple mudou o mundo e que, como tal, é necessário dar-lhe o devido crédito pelas suas proezas. Salientou ainda que a economia global baseada nos dispositivos móveis deve muitos créditos à Apple e que sem esta, dificilmente a Huawei estaria onde agora está.

Poderá a Apple inverter a situação na China?

Note-se que a Apple tem sofrido algumas derrapagens. Sobretudo na China onde foi recentemente ultrapassada pela Huawei, segundo os dados da agência IDC.

No maior mercado mundial de dispositivos móveis a gigante de Cupertino deu espaço para que as marcas chinesas crescessem. Estas não perderam tempo e crescem a dois dígitos no terceiro trimestre de 2017 segundo a IDC.

O presidente da Huawei afirma que a arrogância e confiança cega da Apple para com os utilizadores são dois dos principais motivos para a sua derrapagem no mercado chinês bem como em outros mercados mundiais.

Esta postura da Apple, segundo Ren, deu á Huawei um precioso espaço de ação, tanto para atacar o mercado de dispositivos móveis. Os resultados? Um crescimento a dois dígitos por parte da Huawei, Oppo, Vivo e da Xiaomi no mercado chinês. Note-se que nem mesmo o lançamento do iPhone X parece ter imbuído a Apple de um novo fôlego.

Pelo menos no seu mercado natal, a Huawei continua a ser a marca dominante. Sobretudo agora que a sua linha Mate 10 já chegou às lojas. Já por outro lado, segundo a agência Trendforce, a tecnológica de Cupertino poderá destronar a Samsung no último trimestre de 2017. Tal dever-se-á à imensa procura pelo seu novo topo de gama, o iPhone X.

Assuntos relevantes na 4gnews:

Nokia – um autêntico exemplo a ser seguido nas atualizações do Android

Android Oreo – atualização oficial chegará a todos estes Samsung Galaxy

OnePlus 5T passa por teste aquático em vídeo e sobrevive!

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Quando não está a escrever um artigo ou a gravar algum vídeo, o Bacelar tem por hábito saborear um bom livro, descobrir novas bandas sonoras ou simplesmente desfrutar do sol, na companhia de quem mais gosta (MM).