Huami quer competir com a Huawei e não com a Xiaomi, diz CEO

Bruno Coelho
1 comentário

A Huami já trabalhou inúmeras vezes com a Xiaomi. As empresas são parceiras do segmento de wearables, já que é a Huami que detém a linha Amazfit que reconhecemos como sendo da Xiaomi.

Não é por isso de estranhar que Huang Wang, CEO da Huami, tenha dito recentemente afirmado que não vê a Xiaomi como concorrente. Ao invés disso, afirmou que a sua empresa compete com empresas como a Huawei.

De recordar que a Mi Band, o wearable de maior sucesso da Xiaomi, é um produto desenvolvido em parceria com a Huami. É por isso normal que não veja a Xiaomi como uma adversária.

Xiaomi Mi band 4
A Mi Band é a linha de maior sucesso entre a Xiaomi e a Huami

Segundo afirma Huang Wang, a visão que a sua empresa tem do mercado de wearables é bastante singular. Para a Huami este é um segmento com um potencial de crescimento tremendo.

Para o CEO da Huami é por isso normal que empresas como a Huawei já estejam a diversificar as suas opções neste segmento. O objetivo de cada empresa passa por fornecer as melhores especificações pelo menor consumo de energia possível.

A Huami tem noção de que a Huawei a pode alcançar em termos de quota de mercado, e está por isso alerta em conjunto com a Xiaomi. E certamente que a Mi Band 5 terá um papel preponderante para manter esta boa relação de sucesso.

Editores 4gnews recomendam:

1 comentário
Bruno Coelho
Bruno Coelho
O Nokia 3650 foi o primeiro grande mergulho no mundo tecnológico. Se o Ultimate Team é o seu atual saco de boxe, o Macbook Pro é o melhor amigo. Escrever sobre tecnologia é o processo natural na vida de alguém que come especificações ao pequeno-almoço.