HTC A101 é o novo tablet Android que não vais querer comprar

Rui Bacelar
Comentar

A HTCacaba de anunciar um novo dispositivo móvel sensivelmente uma semana após revelar o seu mais recente smartphone dos últimos anos. A fabricante sediada em Taiwan está agora de volta com um novo tablet Android, mas não é nada que mereça mais que um pestanejar. Chama-se HTC A101 e mostra-se um produto de gama média com caraterísticas medíocres.

O dispositivo apresenta um design tradicional, pautado por margens relativamente grandes e angulares. Há, com efeito, pouco que nos entusiasme neste produto, uma infelicidade vinda da empresa que outrora nos maravilhou com os HTC One. Além disso, as caraterísticas técnicas comungam deste banalidade que pauta o design.

Este é o design geral do novo tablet HTC A101

HTC A101
Aspeto geral do novo tablet Android HTC A101. Crédito: distribuição HTC

O design antiquado do HTC A101 com margens grandes a envolver todo o ecrã é colmatado por um ecrã de 10,1 polegadas com resolução Full-HD+. Já a sua construção utiliza o alumínio como principal material, com acabamento escovado e sem brilho.

Podemos também observar a ilha das câmaras fotográficas com uma ligeira elevação face ao corpo do produto. Mais concretamente temos câmaras de 16 MP (grande angular) e de 2 MP (ultra grande angular) para alguma flexibilidade criativa com as câmaras.

A propósito, a HTC afirma ter dedicado bastante atenção ao software e algoritmo de processamento das imagens. Para tal, incluiu o Modo Noite nesta câmara de tablet, bem como o Modo Retrato para um desfoque de fundo mais convincente.

Trata-se de um tablet Android com chipset Unisoc T618 a 12 nm

HTC A101
Ambos os esquemas de cor para o tablet HTC A101. Crédito: distribuição HTC

O tablet Android situa-se no segmento de gama média / baixa com um processador Unisoc T618 no seu interior. Trata-se de um chipset com litografia de 12 nm, não sendo por isso particularmente poderoso ou energeticamente eficiente face aos padrões atuais.

Para além disso, temos uns já satisfatórios 8 GB de memória RAM, bem como 128 GB de armazenamento interno, a sua nota de salvação. Em simultâneo, apontamos a presença de uma bateria com 7 000 mAh de capacidade e carga (lenta) a 10 W.

HTC Tab

Importa ainda notar que o novo tablet HTC usa o sistema operativo Android 11 da Google. Ou seja, uma versão já ultrapassada, estando o Android 12 generalizado no mercado e a versão Android 13 já no horizonte.

Por fim, contamos com a chegada ao mercado do tablet nos próximos meses, sem que até ao momento o seu preço de venda ao público recomendado (p.v.p.) seja conhecido. O seu preço deve oscilar nos 360 dólares, cerca de 350 euros.

Numa última nota, o produto está atualmente listado no website oficial da HTC, na sua filial russa.

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. Ocupa-se com as novidades de tecnologia na 4gnews. Email: ruifbacelar@gmail.com