HTC 10: A nova UI Sense 8 chega mais limpa do que nunca

Carlos Oliveira

Depois de meses de rumores e especulações, eis que a partir do dia de hoje tudo é HTC 10 trouxe a nova versão da UI caseira, neste caso a Sense 8, que está mais próxima do Android puro do que nunca.

Uma dos aspetos menos bons que poderíamos apontar aos equipamentos da HTC era a interface, ou UI, que os caracterizavam. Há semelhança de muitas outras, a Sense UI vinha cheia de aplicações que não interessavam à maioria dos utilizadores. Na nova versão, a HTC decidiu arrumar a casa e simplificar bem mais as coisas.

Um exemplo disso é a duplicação de aplicações. Em muitos casos encontras num mesmo smartphone duas aplicações de calendário, ou duas aplicações para troca de mensagens ou até mesmo duas galerias. A HTC decidiu então eliminar essas duplicações e passou a utilizar apenas as aplicações nativas da Google, como o Google Calendar ou o Google Photos.

Contudo a HTC não se focou apenas na duplicação de aplicações e decidiu também adicionar uma maior personalização ao Home Screen. Com o que a própria HTC apelidou de Freestyle Layouts, os utilizadores podem agora mover aplicações, widgets e outros, mais livremente pelo ecrã. Desta forma poderás criar um home screen ao qual poderás chamar só teu.

Estas são de facto novidades bem interessantes e que demonstram uma maior proximidade às opiniões dos utilizadores. Nota-se também uma maior proximidade entre a Google e a HTC, principalmente pelo uso das aplicações próprias da criadora do Android. Mais assuntos serão certamente explorados ao longo do dia acerca deste novo HTC 10, portanto mantêm-te atento.

Talvez queiras ver:

  • HTC 10 a 799€ em Portugal, mais um tiro no pé?
  • Samsung: Galaxy S7 e S7 Edge ganham atualização que corrige tactilidade e fotos distorcidas
  • Vendas de PCs caem 11,5% no primeiro trimestre de 2016
Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.