"Homem-Aranha: Regresso a Casa"
“Homem-Aranha: Regresso a Casa”

Tenho de admitir que sou um fã da banda desenhada Homem-Aranha. Desde pequeno que acordava cedo para ver as aventuras de Peter Parker vestido de vermelho e lutar contra um infinito de vilões merecedores de destaque.

O “Homem-Aranha: Regresso a Casa” é o novo filme do herói que sempre me fascinou, contudo, este novo filme é mais relevante do que a maioria, simplesmente porque a Marvel e a Sony souberam trazer de forma inteligente o Iron Man.

Vê ainda: Okja – A história de uma amizade gigante mas pouco habitual

   

Está quase interligado! Quem gosta deste tipo de filmes, normalmente tem uma paixão por tecnologia e, como todos sabemos, o Homem-Aranha nunca foi muito de tecnologias, pelo menos até agora.

Homem-Aranha com Tony Stark (Iron Man)

O filme é animado e com excelentes efeitos especiais. Aliás, este é um dos melhores filmes que já vi deste super-herói, porém, tenho também de confessar que só sentia uma emoção maior quando o Iron Man entrava em cena.

A tecnologia do fato do Homem-Aranha, criada por Tony Stark “filantropo, Iron Man e gestor dos Avengers”, dá uma nova vida a um tipo de filme que simplesmente não costumava despertar o meu interesse de forma séria.

Sem fazer grandes spoilers do filme, se te deslocares a um cinema e investires uns trocos para assistir no grande ecrã, chegarás ao final com vontade de saber mais sobre as capacidades do novo fato do Homem-Aranha.

Um pouco da história do “Homem-Aranha: Regresso a Casa”

Peter Parker, para não variar, acaba por fazer algumas asneiras de forma a identificar os maus da fita que utilizam tecnologia Alien para situações do mal. Sem a autorização de Tony Stark, Peter altera o seu fato à capacidades máximas e é aqui que o filme fica interessante.

O novo fato dá possibilidades quase infinitas à personagem. Diferentes teias, diferentes modos e capacidades anormais.

Contudo, pouco depois, o filantropo decide que o Homem-Aranha ainda não está pronto para tal e o filme acaba por cair na rotina habitual. Peter lá veste o seu fato antigo e sem muito brilho tecnológico luta contra o vilão principal.

Não me entendas mal, este “Homem-Aranha: Regresso a Casa” merece ser visto no cinema com qualidade máxima, mas acredito que o próximo filme será bem superior ao deste ano.

Outros assuntos relevantes:

4.ª temporada de Gotham já tem início marcado e promete bastante

Assassin’s Creed: De jogo para série de animação na Netflix!

“Gru – O Maldisposto 3 – Encontro de irmãos” com ritmo mais lento

Fundador do projeto 4gnews, sempre olhei para a tecnologia como um pedaço de nós. Desde cedo ligado ao mundo tecnológico, este é literalmente o meu trabalho de sonho. Amante de vinho e apaixonado pelo meu Vit. Guimarães, acredito ainda que todas as nossas acções são o gatilho para o nosso futuro.