Governo de Donald Trump prepara ataque ao WhatsApp e Telegram

Vitor Urbano
Comentar

Depois de perdoar (mais ou menos) a Huawei, parece que o governo de Donald Trump está já a preparar o seu próximo ataque controverso. Ao que tudo indica, os próximos alvos serão as mais populares plataformas de mensagens, WhatsApp e Telegram.

Mais concretamente, os Estados Unidos pretendem implementar uma lei contra a criptografia end-to-end, para que as forças da autoridade consigam aceder às informações enviadas nas plataformas.

Este tipo de criptografia, torna todas as conversações privadas, sendo apenas acessíveis por parte dos utilizadores envolvidos. Nem mesmo as próprias empresas que gerem as plataformas conseguem decifrar os conteúdos das mensagens. Este tipo de segurança está também presente no iMessages do iOS.

Apanhar criminosos é mais importante do que a privacidade dos utilizadores

O governo de Donald Trump está a ponderar propor ao Congresso uma lei que proíba a utilização de criptografia end-to-end nas plataformas de mensagem.

Existe apenas uma justificação para que isso aconteça, atualmente as forças da autoridade não conseguem proceder com investigações a redes de tráfico de droga, pornografia infantil e terrorismo.

Claramente, o governo dos Estados Unidos acredita que investigar criminosos é muito mais importante do que conservar a privacidade dos cidadãos. Isto porque, caso essas medidas fossem implementadas, nenhum utilizador iria ter as suas informações privadas seguras, visto que poderiam ser acedidas pelo governo.

Além disso, a eliminação deste tipo de criptografia nas plataformas de mensagens, abre também as portas a ataques de hackers, que conseguirão ter acesso facilitado a todas as informações.

Donald Trump poderá utilizar estas medidas para proveito próprio

Recentemente, o CEO do Telegram revelou ter sofrido um ataque por parte do governo chinês, que conseguiu destabilizar os servidores da sua plataforma. Desta forma, impediram que centenas de protestantes se conseguissem organizar num dia muito importante.

Este poderá ser outro dos motivos que levaram o governo de Donald Trump a ponderar estas medidas contra o WhatsApp e Telegram. Muitas vezes, estas plataformas são utilizadas para que 'protestantes' se organizem e debatam ideias.

Caso as suas mensagens passassem a ser de fácil acesso por parte do governo, certamente que Donald Trump iria manter os seus rivais 'de baixo de olho'.

Editores 4gnews recomendam:

Comentar
Vitor Urbano
Vitor Urbano
Sempre de mão-dada esteve a tecnologia, o desporto e o mundo gaming. Por isso, se não estiver a escrever sobre o que de novo há no mundo da tecnologia, o mais provável é estar a jogar uma partida de Ultimate Team no FIFA 19.