Google revela a tendência de pesquisas que mais cresce em Portugal

Rui Bacelar
Comentar

A Google deu hoje (8) a saber que desde meados de maio, o interesse de pesquisa em voos na Europa está a crescer mais de 50% mês a mês. Os dados foram divulgados através de publicação no blog oficial da empresa e mediante comunicado à imprensa.

Os indicadores mostram que os portugueses vão ao encontro desta tendência que elege Espanha, Reino Unido, Itália, França, Portugal e Grécia como os destinos europeus mais desejáveis à medida que nos aproximamos das férias de verão. Mas há mais.

Interesse de pesquisas Google por Portugal crescem 100% semana a semana

Google Portugal
Tendência de perguntas feitas sobre viagens em janeiro vs. maio 2021. Crédito: Google.

Portugal é também o país com maior crescimento semana a semana. É no nosso país onde este anseio por viajar é mais notório nas perguntas feitas ao Google. É uma realidade que figura em perguntas como “quando posso viajar a Portugal novamente”. Uma questão que ilustra, por exemplo, o desejo de muitos portugueses residentes no estrangeiro em passar o verão na sua terra natal.

A tendência em questão, plasmada no novo relatório do motor de busca, mostra-nos que, diariamente, milhões de pessoas em todo o mundo que recorrem ao Google para pesquisar informações relacionadas com viagens.

Perante a realidade observada, a Google afirma que "as pessoas estão ansiosas por viajar, mas desde que o possam fazer em segurança." Nesse sentido vemos algumas das perguntas mais recorrentes do último mês, acima.

Evitando filas, reservando online e apurando avaliações antes de viajar

A gigante norte-americana mostra-nos que, em 2020, passamos muito tempo online, muito mais do que seria normal. Desse modo, também a gestão das viagens passou sobretudo a ser feita online, algo que se reflete diretamente na indústria das viagens.

Para quem opera neste ramo, a Google faz saber que, como muitas outras indústrias, a das viagens tem que estar online para estar na fila para as reservas, clientes e avaliações. Em síntese, para continuar a operar, o novo palco tem que ser online.

A empresa mostra ainda que as ferramentas digitais criaram uma "rede de segurança" para pequenas e médias empresas de viagens na Europa durante a pandemia. Os dados são avançados no novo relatório da Connected Commerce Council.

Mais concretamente, 86% das empresas aumentaram o uso de ferramentas digitais durante a pandemia. De igual modo, mais de metade destas empresas afirmou que planeia aumentar o uso de ferramentas digitais pós-pandemia.

As "Maravilhas Portuguesas" em destaque no motor de busca da Google

Google

A Google afirma que os viajantes estão a começar a recuperar a confiança após meses de paralisação por causa da pandemia. No entanto, adverte para o facto de não existir uma maneira única de prever como será a procura no futuro.

E, se tradicionalmente, os destinos turísticos utilizariam o histórico dos dados, agora as tendências são refletidas pelas pesquisas efetuadas. Ainda que nenhum método seja infalível para prever com precisão quando e para onde as pessoas vão querer viajar atualmente, ou como será o "novo normal" em que as empresas irão operar, existem algumas opções.

Entre estas vale a pela salientar a plataforma e website Travel Insights with Google, com dados locais em tempo real. É, essencialmente, um agregador de métricas que pode ajudar a entender as tendências dos consumidores.

Esta é a nova ferramenta da gigante das pesquisas para a indústria das viagens. Trata-se de um bom agregador de informação com dados potencialmente úteis para uma melhor gestão do setor. É também aí que podemos ver, por exemplo, quais são os 10 destinos mais procurados para passar as férias.

Portugal está entre os 10 destinos mais pesquisados

Google
O top 10 tendências de destinos para férias na Europa.

Podemos assim ver o que é que, por exemplo, um turista alemão ou austríaco mais quer visitar. Quais são os destinos mais pesquisados e outras tendências potencialmente reveladas pelos consumidores.

Este recurso pode assim aumentar a perceção de mercado pelas empresas do setor e ajudar as empresas a singrar num mundo pós-pandemia. Trata-se de um setor cujo futuro ainda é incerto, mas que vê agora na Google um novo aliado.

O interesse da gigante tecnológica não é totalmente altruísta, mas não deixa de ser uma nova plataforma repleta de informação útil.

Editores 4gnews recomendam:

Rui Bacelar
Rui Bacelar
Na escrita e comunicação repousa o gosto, nas leis a formação. É na tecnologia que encontrou o seu expoente máximo e na 4gnews a plataforma ideal para a redação e produção de vídeo.