Google Pixelbook é agora compatível com o Fuchsia OS

Carlos Oliveira
Google Pixelbook Fuchsia OS
Google Pixelbook

Ao longo dos últimos anos a Google tem vindo a trabalhar num novo sistema operativo chamado Fuchsia OS. Os detalhes em torno do mesmo são ainda muito escassos, havendo ainda muita coisa para descobrir. Durante todo este processo de desenvolvimento a empresa de Mountain View tem usado portáteis como o Acer Switch Alpha 3 ou o Intel NUC. Mas a partir de agora também o seu Google Pixelbook faz parte deste leque.

Vê ainda: Youtube deixa de funcionar na Amazon Fire TV e a guerra continua

O desenvolvimento do novo Fuchsia OS remonta ao ano de 2016. Desde aí que temos ouvido falar aqui e acolá sobre este novo sistema operativo. Uma das coisas que torna este Fuchsia OS único é o facto de o mesmo não baseado no Linux mas sim no kernel Zircon.

O facto de estar a ser utilizado um kernel próprio para o seu desenvolvimento significa um maior leque de potencialidades para o Fuchsia OS. Desta forma, ele será capaz de correr universalmente em vários dispositivos, seja um computador, smartphone ou tablet. Ou seja, um mesmo SO capaz de se adaptar a qualquer equipamento.

Google Pixelbook já está a ser testado no desenvolvimento do novo Fuchsia OS

Agora, tal como avança o site Android Police, a gigante das pesquisas adicionou o seu Google Pixelbook à lista de equipamentos alvo do Fuchsia OS. Quer isto dizer que o mesmo será compatível com o mais recente portátil da empresa.

Este facto foi constatado depois de ter sido criada uma página na qual temos todas as instruções necessárias para a instalação do Fuchsia OS neste computador. Será necessário colocar o Pixelbook em modo de programador e só depois é que poderemos instalar o Fuchsia OS a partir de uma PEN USB. Caso estejas interessado em experimentar este SO, todos os passos necessários encontram-se aqui, no Github.

O que significa esta decisão por parte da Google? Convém desde já referir que esta não é uma prova de que o Fuchsia OS irá substituir o Chrome OS. Isto apenas comprova que a Google quer certificar-se de que o seu novo software será capaz de correr em dispositivos de topo, como é o caso do Pixelbook.

Assuntos relevantes na 4gnews:

MediaTek Helio P40 e Helio P70 com especificações reveladas

Nokia 6 2018 – Design e especificações deste Android já são conhecidos

App do WeChat permite agora legalmente processar pessoas na China

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.