Google Pixel 3 estão a enfrentar problemas na gestão de memória

Carlos Oliveira
Google Pixel 3
Google Pixel 3 XL foi oficializado como um dos embaixadores do Android Pie

O presente mês de outubro tem sido um dos interessantes para todos os amantes de tecnologia. Foram várias as novidades apresentadas, e faltam ainda algumas bem interessantes. Com efeito, uma das que já foram apresentadas foram os Google Pixel 3.

Pelo terceiro ainda consecutivo a empresa de Mountain View brindou-nos com dois smartphones Android. Os Google Pixel 3 e Pixel 3 XL podem ser controversos quanto ao seu design mas são, sem margem para dúvida, dos melhores que podes comprar atualmente.

Vê ainda: Android Pie: Xiaomi Mi A1 deverá receber atualização em breve

Mas tal como referi existem alguns pontos suscetíveis de discussão relativamente a este par. Deixando o seu design de parte, olhemos para outro ponto discutível: a sua memória RAM. Tal como já saberás, os novos Google Pixel 3 vêm apenas com 4GB de RAM.

E dizemos apenas quando olhamos para o mercado onde estes se inserem. No seio dos topos de gama são raros aqueles que, em pleno 2018, nos oferecem esta quantidade de memória RAM.

Os Google Pixel 3 estão a fechar aplicações com grande frequência

Por conseguinte, a quantidade de memória RAM presente em qualquer smartphone pode ter várias consequências. Todas elas terão, de alguma forma, impacto direto na experiência de utilização dos utilizadores.

Infelizmente é precisamente isso que está a suceder com os novos smartphones da Google. São já vários os relatos de utilizadores queixosos relativamente à gestão de memória feita pelos Google Pixel 3.

De acordo com vários relatos presentes no Reddit, os modelos em causa não aguentam mais do que três aplicações abertas em simultâneo. Outros referem até que de cada vez que tiram uma fotografia uma aplicação que se encontre em segundo plano é fechada.

Posto isto, há vários cenários que podem justificar este comportamento. Em primeiro lugar, e aquele que não será suscetível de resolução, está precisamente relacionado com o hardware. Caso os 4GB de RAM presentes nos Google Pixel 3 sejam os causadores deste comportamento, não há muito que a tecnológica possa fazer neste momento.

A funcionalidade Adaptive Battery também poderá estar na origem do problema

Por outro lado, pode ser uma das novidades destes equipamentos a causadora de tudo isto. Neste caso, as culpas podem ser apontadas à funcionalidade Adaptive Battery que tem como intuito uma melhor gestão da energia do teu smartphone.

Google Pixel Câmara atualização

Com efeito, aquilo que o Adaptive Battery faz é tentar perceber quais as aplicações que mais utilizas e as que menos usas. De acordo com essa análise, o próprio smartphone procede ao encerramento daquelas aplicações que menos usas para dar primazia às que, supostamente, irás utilizar com maior frequência.

Caso seja este o caso, o desativar desta funcionalidade poderá vir a resolver o problema. Até ao momento a Google ainda não se pronunciou sobre o problema, ficando os utilizadores a aguardar por uma eventual solução.

Por fim, resta apenas frisar que este não é o primeiro problema que está a ser apontado a este par. Vários outros relatos têm surgido em fóruns da especialidade, algo que nos traz um certo déjà vu dos Pixel 2.

Editores 4gnews recomendam:

Se tens o Huawei Mate 20 Pro tens de pensar em comprar este gadget

Android. Xiaomi Mi 8 Lite deixará de ser tão ‘Lite’ em breve

Youtube: Já podes comprar bilhetes para concertos na aplicação

Fonte | Via

Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Tendo já passado por várias casas, a 4gnews é aquela que me segura desde 2015. Com um desejo insaciável de me manter atualizado tecnologicamente, a partilha desse conhecimento é apenas o seguimento natural das coisas.