Google Photos é sem dúvida a maior evolução de clouds até ao dia de hoje - ilimitado e gratuito

Filipe Alves

google photos1

Google começou hoje com a Google I/O 2015, desde o Android M e as suas novas novidades ao AndroidWear, a Google quer marcar a diferença no mercado e a única forma de o fazer é fazer da nossa vida mais simples.

A nossa vida é vivida no presente, mas o passado nunca é esquecido, principalmente quando queres guardar os momentos que mais gostas. Até os dias de hoje visualizar uma fotografia que foi tirada o ano passado numa viagem que fizeste era de facto um desafio. Google Photos é a evolução disso mesmo, a simplicidade de procura e facilidade de interação.

Google Photos dará a possibilidade a qualquer pessoa guardar fotografias até 16MP e vídeos 1080p na cloud da google de forma ilimitada e gratuita. Eu sei, eu sei, quando a esmola é grande, o pobre desconfia e das duas uma, ou a Google é realmente generosa ou existe aqui um contrato interessante com a NSA.

Google photosOk ok, não vou criar mais conspirações. O Google Photos estará disponível para Android, iOS e Web hoje e poderás já desde hoje a passar todas as fotografias para a cloud.

eu falei em simplicidade de pesquisa, mas como assim? Com novos formatos de procura, por dias, meses e anos, encontrar as tuas fotos estão a swipes de distância, Google photos automaticamente junta as fotografias da mesma pessoa com reconhecimento facial e os mesmos lugares num só espaço mediante medição de GPS.

Esta será uma das ferramentas mais utilizadas de sempre não duvido, e se até agora se questionava que os smartphones necessitavam de mais memória, a cada dia que passa essa memória é mais utilizada para aplicações.

Sendo tu o leitor 4GNews, garantidamente ouvirás falar mais desta aplicação por isso fica ligado.

Talvez queiras ver:

Filipe Alves
Filipe Alves
Fundador do projeto 4gnews e desde cedo apaixonado pela tecnologia. A trabalhar na área desde 2009 com passagens pela MEO, Fnac e CarphoneWarehouse (UK). Foi aí que ganhou a experiência que necessitava para entender as necessidades tecnológicas dos utilizadores.